Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigando repartição de nichos e comportamentos alimentares em caimaníneos fósseis da Amazônia através de multi-body analysis, análise de elementos finitos e análise de morfoespaço

Processo: 23/05433-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2023
Vigência (Término): 30 de setembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Paleozoologia
Pesquisador responsável:Felipe Chinaglia Montefeltro
Beneficiário:Giovanne Mendes Cidade
Supervisor: Stephan Lautenschlager
Instituição Sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Birmingham, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:21/02199-5 - Repartição de nicho, comportamento alimentar e paleoecologia dos Caimaníneos (Crocodyliformes, Crocodylia) do Mioceno da América do Sul a partir da análise de elementos finitos, BP.PD
Assunto(s):Método dos elementos finitos   Hábitos alimentares   Paleoecologia   Paleontologia de vertebrados
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:análise de elementos finitos | Caimaninae | Crocodylia | hábitos alimentares | Multi-Body Analysis | Paleoecologia | Paleontologia de Vertebrados

Resumo

A fauna fóssil de crocodilianos caimaníneos (Crocodyliformes, Caimaninae) durante o Mioceno da Amazônia, na América do Sul, é uma das mais taxonomicamente diversas e morfologicamente díspares da história evolutiva dos crocodiliformes. Ela inclui táxons considerados como predadores de topo (Purussaurus), engolfadores (Mourasuchus), durófagos (Caiman brevirostris) e generalistas (Acresuchus), o que sugere a presença de uma repartição de nicho entre estas formas. No entanto, quase todas as pesquisas sobre hábitos alimentares e repartição de nicho a respeito destes táxons têm sido majoritariamente teóricas e especulativas, enquanto análises empíricas e quantificáveis são notavelmente escassas. Este projeto tem o objetivo de fornecer uma abordagem abrangente sobre os hábitos alimentares, paleoecologial e repartição de nicho de caimaníneos fósseis do Mioceno da Amazônia. Os hábitos alimentares dos principais táxons desta fauna (Acresuchus, C. brevirostris, Mourasuchus e Purussaurus) serão analisados através da combinação de duas técnicas, a Multi-Body Analysis (MDA, que vem sendo empregada na biologia e na paleontologia apenas recentemente), e a Análise de Elementos Finitos (FEA, Finite Element Analysis), ambas baseadas no uso de tomografias computadorizadas dos táxons de interesse. Ambas serão empregadas separadamente (com a análise envolvendo apenas FEA já em execução pelo candidato em seu projeto) e também em conjunto, totalizando três diferentes abordagens. Esta combinação de técnicas proposta permite a realização de estimativas de forças de mordida, ângulo máximo de abertura das mandíbulas, e simulações de alimentação que permitirão estimativas de distribuição de estresse e tensão ao longo de ossos cranianos e dentes dos táxons analisados. Os resultados destas estimativas determinarão, para cada um dos táxons, a natureza e o tamanho das presas consumidas e os diferentes mecanismos de processamento de comida e de técnicas de forrageio. Os resultados das abordagens envolvendo exclusivamente MDA e a combinação de MDA e FEA complementarão as análises exclusivamente de FEA executadas pelo projeto atual do candidato; os resultados destas três abordagens serão comparados no que diz respeito às suas eficiências e potencialidades. Adicionalmente, uma Análise de Morfoespaço será empregada para examinar a hipótese de repartição de nicho entre os caimaníneos fósseis da Amazônia. Esta análise também será executada através das tomografias computadorizadas dos espécimes, se utilizando de caracteres de morfometria geométrica para estabelecer a ocupação de morfoespaço de cada táxons, elucidando desta força se - e em que medida - os nichos ecológicos dos táxons analisados se sobrepõem ou são independentes entre si. Neste sentido, estas análises fornecerão a primeira abordagem abrangente sobre hábitos alimentares e repartição de nicho de uma das faunas mais diversas e interessantes de crocodiliformes fósseis: os caimaníneos sul-americanos do Mioceno da Amazônia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)