Busca avançada
Ano de início
Entree

Sucesso reprodutivo de plantas e suas respostas à ocorrência do fogo: o papel da deposição de pólen

Processo: 23/04378-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 15 de novembro de 2023
Vigência (Término): 14 de novembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Vânia Regina Pivello
Beneficiário:Gudryan Jackson Barônio
Supervisor: Juli Garcia Pausas
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universitat de València, Espanha  
Vinculado à bolsa:21/09247-5 - Como o manejo de fogo afeta as interações entre plantas, polinizadores e formigas no campo rupestre?, BP.PD
Assunto(s):Ecologia de fogo   Fogo   Pólen   Reprodução vegetal
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:floral resources | interaction networks | pollen deposition | reproductive success | Ecologia da polinização

Resumo

Esta proposta do BEPE é complementar ao projeto de pós-doutorado no país: "Como o manejo do fogo afeta as interações entre plantas, polinizadores e formigas no campo rupestre?" (Projeto FAPESP 21/09247-5). O projeto de pesquisa no país trata da influência do fogo na disponibilidade de recursos florais, nas interações entre plantas e polinizadores e na reprodução vegetal mediada por essas interações. Como parte da polinização, a deposição de pólen influencia aspectos ecológicos e evolutivos das plantas - como limitação polínica e diversidade genética - mas também é um recurso intrinsecamente relacionado aos visitantes florais, que buscam o pólen como recurso. Variações nas condições ambientais, como as causadas por incêndios, podem determinar a variação na disponibilidade de recursos. Portanto, a deposição de pólen pode variar em diferentes contextos de incêndio, de acordo com a diversidade de plantas, seus polinizadores e as respostas específicas desses organismos após a queima. Considerando esses efeitos, o objetivo deste projeto é entender e comparar como o fogo altera o sucesso reprodutivo do componente masculino de plantas entre duas comunidades: campo rupestre (Cerrado brasileiro) e matarral (Mediterrâneo espanhol), ambos ambientes com vegetação herbáceo-arbustiva em solo rochoso. Os campos rupestres compartilham características matorrais como alta diversidade e histórico de queimadas, direcionando ambos os ecossistemas para a arquitetura paisagística em mosaico. Compreender como ocorre a deposição de pólen hetero ou coespecífico pode esclarecer como possíveis ajustes nas práticas de manejo do fogo manteriam o sucesso reprodutivo masculino, garantindo tanto a disponibilidade de recursos aos visitantes quanto o principal mecanismo de diversidade genética vegetal. Considerando a possibilidade de estágio no exterior, compararemos dados sobre deposição de pólen em populações com floração estimulada pelo fogo nesses dois ecossistemas. A proposta será desenvolvida no Centro de Investigaciones sobre Desertificação (CIDE), em Valência/Espanha, instituição pública que abriga o grupo de pesquisa liderado pela Dra. Juli Pausas. O foco de investigação do grupo é a ecologia e evolução dos ecossistemas propensos ao fogo, com vista especialmente à gestão do fogo e à conservação da biodiversidade dos ecossistemas mediterrânicos. Assim, o estudo dos efeitos do fogo apoiado pelo CIDE e pelo grupo de investigação de Juli Pausas permitirá ao candidato aprofundar os seus conhecimentos sobre o tema, bem como estabelecer parcerias internacionais. Ao retornar ao Brasil, a experiência adquirida facilitará a divulgação dos resultados do projeto, bem como orientará a aplicação do conhecimento em iniciativas de manejo de áreas de risco de incêndio. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)