Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento de receptores do tipo Toll 4 (TLR4) localizados em células da micróglia nas consequências comportamentais da exposição ao estresse em camundongos

Processo: 23/01933-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2023
Vigência (Término): 30 de abril de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Sabrina Francesca de Souza Lisboa
Beneficiário:Laura Colete Cunha
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/19731-6 - Identificação de mecanismos epigenéticos induzidos por estresse que modulam a sinalização endocanabinóide e a resposta neuroimunológica como novos alvos farmacológicos no tratamento do transtorno de estresse pós-traumático (PTSD), AP.JP
Assunto(s):Estresse   Microglia   Neuroinflamação   Neuropsicofarmacologia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:estresse | microglia | Neuroinflamação | Receptores do tipo Toll 4 (TLR4) | neuropsicofarmacologia

Resumo

O Sistema Neuroimune tem ganhado relevância na etiologia de desordens psiquiátricas associadas ao estresse, como o transtorno de estresse pós-traumático, depressão e a esquizofrenia, e, portanto, é alvo de estudos para o desenvolvimento de novos fármacos. Observa-se que a exposição ao estresse homotípico induz aumento da expressão de receptores do tipo toll 4 (TLR4) na micróglia e a sua ativação. O objetivo desse estudo será analisar a resposta comportamental e a ativação da micróglia em situações de estresse homotípico repetido, observando se há ativação da via do TLR4, e se a modulação genética e/ou farmacológica desta via é capaz de reverter os prejuízos comportamentais. Para essa finalidade serão utilizados animais transgênicos CSFR1Cre+/-/TLR4fl/fl e animais TLR4 KO (knockouts), além de animais tratados com o inibidor do TLR4, TAK242. Todos os procedimentos foram aprovados pelo comitê de ética local (Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto-FCFRP/USP; CEUA número 19.1.731 .60.9). Camundongos machos C57Bl/6 (WT) e TLR4 KO com 8-10 semanas de idade foram submetidos ao estresse de restrição por 10 dias, 2 horas por dia (9:00-11:00 da manhã). Um dia após o término do estresse, os animais foram submetidos ao Teste de Campo Aberto (TCA) seguido do Labirinto em Cruz Elevado (LCE). O teste da alimentação suprimida pela novidade (TASPN) foi realizado no dia seguinte, após 24h de privação alimentar. No último dia, os camundongos foram submetidos ao Splash Test seguido do Teste do nado forçado (TNF). Após o TNF todos os camundongos foram eutanasiados e tecidos cerebrais (hipocampo e córtex pré-frontal) foram coletados para análise posterior. O resultado desse estudo preliminar revelou que os animais TLR4KO estão protegidos contra o comportamento tipo-depressivo, porém não contra o comportamento tipo-ansioso após o estresse de restrição repetido de 10 dias. Mais estudos farmacológicos são necessários para determinar a influência do receptor TLR4 no comportamento, portanto animais tratados com TAK242, um inibidor do TLR4, também serão utilizados. Os animais serão tratados 1h antes do estresse com TAK242 na dose de 3mg/kg.Ainda, a fim de elucidar o papel desse receptor especificamente na micróglia animais CSFR1Cre+/-/TLR4fl/fl (knockouts condicionais) serão utilizados. Esses animais serão tratados com tamoxifeno por 5 dias consecutivos. Após a injeção de tamoxifeno, a ativação da enzima Cre-recombinase promoverá excisão do gene TLR4 de todas as células CSFR1+. Visto que as células CSFR1+ periféricas são rapidamente substituídas por células mielóides, mas como a taxa de renovação microglial é muito lenta, após 15 dias do tratamento somente as células microgliais terão o TLR4 deletado.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)