Busca avançada
Ano de início
Entree

Sinterização hidrotermal de scaffolds de beta-fosfato tricálcio e vidro bioativo produzidos por impressão 3D: otimização da sinterização e avaliação celular in vitro

Processo: 23/14247-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2024
Vigência (Término): 31 de maio de 2025
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Eliandra de Sousa Trichês
Beneficiário:Rodrigo Luiz Moraes Saldanha Oliveira
Supervisor: Edgar Benjamin Montufar Jimenez
Instituição Sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Local de pesquisa: Brno University of Technology (BUT), República Tcheca  
Vinculado à bolsa:21/05259-9 - Produção de scaffolds de B-fosfato tricálcico/S53P4 por impressão direta de pasta: sinterização a frio e funcionalização com nanopartículas, BP.DR
Assunto(s):Tecidos suporte   Engenharia tecidual   Biomateriais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:beta-tricalcium phosphate | bioactive glass | Hydrothermal sintering | scaffold | tissue engineering | 3D-printing | Biomateriais

Resumo

O beta-fosfato tricálcico (beta-TCP) e os vidros bioativos (BG) são materiais promissores na pesquisa de regeneração óssea. Scaffolds compósitos de beta-TCP/BG produzidos por impressão 3D resultam em estruturas altamente bioativas e osteogênicas. No entanto, a sinterização de compósitos beta-TCP/BG é um desafio devido à diferença na janela de sinterização e na cristalização do vidro. A Sinterização Hidrotermal Reativa em Fase Líquida (rHLPS, do inglês Reactive Hydrothermal Liquid Phase Sintering) é um método de consolidação em baixa temperatura que permite densificar materiais cerâmicos por meio de reações superficiais entre a cerâmica e um meio de sinterização em condições hidrotérmicas. Embora a rHLPS seja uma alternativa interessante à sinterização tradicional, poucos materiais cerâmicos são explorados por esta técnica. Este projeto propõe explorar a impressão 3D de scaffolds compósitos beta-TCP/BG e sua consolidação através de rHLPS utilizando fluido corporal simulado como auxiliar de sinterização. A hipótese é que essa técnica rHLPS consolidará eficientemente os scaffolds impressos em baixa temperatura sem comprometer a estrutura porosa. Além disso, espera-se que os scaffolds resultantes tenham uma microestrutura única e excelente bioatividade devido a evitar a cristalização do BG em alta temperatura, o que pode superar a capacidade osteogênica dos scaffolds tradicionais.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)