Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise dos efeitos do psicoestimulante cloridrato de metilfenidato na composição bioquímica, estado redox e taxa de fluxo salivar estimulado de ratos adultos jovens

Processo: 23/12031-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2024
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Antonio Hernandes Chaves Neto
Beneficiário:José Vitor Furuya de Lima
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Antioxidantes   Estresse oxidativo   Proteínas e peptídeos salivares   Saliva
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Antioxidantes | cloridrato de metilfenidato | eletrólitos salivares | Estresse oxidativo | Proteínas e Peptídeos Salivares | saliva | Bioquímica Bucal

Resumo

Cloridrato de metilfenidato (MTF) é o psicoestimulante de primeira escolha para o tratamento de crianças e adultos com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade. Não há consenso sobre os seus efeitos na quantidade e composição bioquímica da saliva. Portanto, o objetivo do estudo será avaliar o efeito do tratamento crônico do MTF no fluxo, na composição bioquímica e no estado redox da saliva de ratos Wistar. Para tanto, ratos Wistar machos (4 semanas) serão divididos aleatoriamente em 2 grupos (n=10): Controle e MFT. No grupo MTF, a administração ocorrerá por meio de gavagem intragástrica, utilizando um macerado de comprimido diluído em solução salina (Ritalina® 10 mg, Novartis, Taboão da Serra, Brasil), durante um período de 28 dias, na dosagem de 3 mg/kg. O grupo Controle receberá NaCl 0,9 % (m/v). Após o tratamento, coletaremos a saliva dos animais induzida por pilocarpina, e na sequência será realizada a eutanásia por exsanguinação, para obtenção do plasma, a fim de mensurar as atividades das enzimas hepáticas aspartato aminotransferase (AST) e alanina aminotransferase (ALT). Na saliva será analisado o pH, capacidade tampão salivar, proteína total, atividade da amilase salivar, capacidade antioxidante total não-enzimática, dano oxidativo lipídico pelo método de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS), dano oxidativo a proteínas por carbonilação e as concentrações de eletrólitos (cálcio, fosfato, cloreto, sódio e potássio) utilizando métodos espectrofotométricos. Os dados paramétricos serão comparados através do teste t Student não-pareado, será fixado em 5% (p < 0,05) o nível de rejeição da hipótese de nulidade.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)