Busca avançada
Ano de início
Entree

Capacidade e tempo de retorno de Melipona quadrifasciata (Hymenopter: Apidae) em ambiente antropizado: monitoramento baseado em tecnologia RFID

Processo: 23/17578-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2024
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2025
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Rogério Hartung Toppa
Beneficiário:Letícia Oliveira Furlan
Instituição Sede: Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (CCTS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Abelhas-sem-ferrão   Clima   Uso do solo
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:abelhas sem ferrão | Ambiente antrópico | clima | uso da terra | Ecologia de abelhas

Resumo

O presente projeto tem por objetivo analisar a capacidade e o tempo de retorno da espécie Melipona quadrifasciata (mandaçaia) em um ambiente antropizado, equipadas com etiquetas eletrônicas RFID, com a finalidade de responder três questões principais: Qual a capacidade e o tempo de retorno de indivíduos de Melipona quadrifasciata em um ambiente antropizado? O padrão de cobertura e uso da terra podem influenciar na capacidade e no tempo de retorno das abelhas? A capacidade e o tempo de retorno das abelhas são influenciados pelo clima? Para isso, será coletado um total de 240 abelhas em três colônias já instaladas em um ambiente antropizado, considerando quatro momentos de soltura ao longo do ano (60 abelhas para cada momento). As abelhas coletadas serão etiquetadas e serão soltas em seis limiares de distância (0,25 km; 0,5 km; 1,0 km; 1,5 km; 2,0 km até 2,5 km), em uma região que será mapeada e terá as suas classes de cobertura e uso da terra quantificadas para cada distância. As coordenadas dos locais das solturas serão definidas previamente para uma distribuição em relação as características de cobertura e uso da terra da unidade experimental, sendo que serão soltas 10 abelhas para cada distância. A coleta dos dados referentes ao retorno das abelhas para a colônia será realizada por meio de um sistema RFID, no qual serão registrados dados de data e hora, minuto e segundo. Os parâmetros meteorológicos serão obtidos com o auxílio de uma estação meteorológica instalada na área do experimento. Os dados serão analisados por meio de testes estatísticos que auxiliem a compreender e determinar se existe diferença na capacidade e tempo de retorno a colônia, além de análises estatísticas baseadas em modelos lineares não generalizados com a finalidade de identificar os padrões de capacidade e tempo de retorno à colônia em relação aos parâmetros meteorológicos, assim como para os dados de área das classes de cobertura e uso da terra obtidos em cada região de soltura.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)