Busca avançada
Ano de início
Entree

A evolução da plasticidade e o dimorfismo entre as castas em sociedades de insetos

Processo: 24/02356-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2024
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Comportamento Animal
Acordo de Cooperação: Research Foundation - Flanders (FWO)
Pesquisador responsável:Fábio Santos do Nascimento
Beneficiário:Iago Bueno da Silva
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:21/05598-8 - A evolução da plasticidade e o dimorfismo entre as castas em sociedades de insetos, AP.R
Assunto(s):Sociobiologia   Neuroetologia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Evolução do comportamento social | Sociobiologia | Neuroetologia

Resumo

Insetos sociais são caracterizados pela divisão reprodutiva de tarefas, onde as castas reprodutivase estéreis se especializam em diferentes atividades, cruciais para a manutenção da colônia. Nos cupins,a divisão de tarefas nas castas estéreis se dá pela ocorrência de operários e soldados. Enquantooperários engajam em uma grande diversidade de atividades, incluindo construção e reparo do ninho,forrageamento e alimentação de outras castas, grooming e cuidado com ovos e prole; soldados seespecializam na defesa. Ainda, ocorre divisão de tarefas entre operários, podendo ter influência deidade, tamanho ou sexo. A especialização entre operários, as quais resultam em diferentes demandascognitivas, deve ser acompanhada de mudanças no cérebro (neuroplasticidade), fornecendo substratopara a execução dessas tarefas. Estudos que correlacionam a plasticidade do cérebro, especialmente doscorpos cogumelares, neurópilas associadas ao processamento de informações, aprendizado e memória,e a divisão de tarefas na casta operária são direcionados aos Hymenoptera. Surpreendentemente, talassunto nunca foi conduzido em cupins, representando uma importante lacuna a ser preenchida. Cupinsdo gênero Syntermes, incluindo a espécie focal Syntermes grandis, são caracterizados por apresentaroperários dimórficos com especialização comportamental. Nota-se que, enquanto operários escuros emaiores (machos) são observados forrageando na superfície, especialmente em gramíneas e outrosmateriais vegetais, operárias claras e menores (fêmeas), realizam tarefas dentro do ninho. Devido à essaespecialização, espera-se que as diferentes classes de operários estejam sujeitas à diferentes estímulos.Por exemplo, operários escuros, especializados no forrageio, recebem mais estímulos do ambienteexterno, como sinais químicos de pistas de forrageamento e o encontro com potenciais predadores. A diversidade de estímulos, por sua vez, deve ser traduzida em maiores corpos cogumelares, devido à relação dessas neurópilas com o processamento de informações, memória e aprendizado. Assim, pretende-se avaliar a estrutura cerebral em operários dimórficos de S. grandis, relacionando aplasticidade estrutural com a divisão de tarefas nessa espécie. Espera-se que as neurópilas associadas ao processamento de informações tenham maior volume, decorrente do investimento tecidual, em operários maiores, refletindo a especialização de tarefas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)