Busca avançada
Ano de início
Entree

Masculinidades no capitalismo digital tardio: (des)construção de narrativas masculinas nas redes sociais brasileiras

Processo: 24/01549-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2024
Vigência (Término): 31 de março de 2025
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Marcos César Alvarez
Beneficiário:Verónica Isabel Pedro Ferreira
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07923-7 - Núcleo de Estudos da Violência - NEV/USP, AP.CEPID
Assunto(s):Sociologia da violência e da criminalidade   Discursos   Violência de gênero   Masculinidade   Capitalismo   Redes sociais (grupos sociais)
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:alt-right | Comunidades de Homens Online | discursos | misoginia | violência de gênero | Sociologia da Violência

Resumo

Esta pesquisa pretende explorar os discursos e dinâmicas sociais construídos nas redes sociais por grupos da assim chamada machoesfera, particularmente as comunidades PUA, InCel e MGTOW, bem como suas raízes e se esses discursos são importados com sucesso para os contextos brasileiros. O estudo centrar-se-á nas narrativas de identidade de género criadas por homens que se identificam com estes grupos ou influenciadores singulares com discursos semelhantes. O principal objetivo deste projeto de pesquisa é examinar a construção de narrativas sobre gênero em comunidades brasileiras de homens online em São Paulo (2020-2025); explorar como essas comunidades representam e constroem sua identidade, muitas vezes por meio de discursos de antifeminismo e de misoginia, e como essas representações variam entre plataformas de mídia social e contextos geográficos. Esta investigação será informada pela Teoria Crítica (Discurso, Narrativa, Género e Estudos dos Media). O projeto utilizará uma abordagem de métodos mistos que combina a revisão sistemática da literatura, a análise crítica do discurso e a etnografia digital (observação não participante, entrevistas aprofundadas e grupos de discussão) para analisar os dados recolhidos em ambientes online e offline. A investigação irá identificar e desenvolver estratégias para contrariar os efeitos negativos destas comunidades, promover a igualdade de género e a prevenção da violência misógina, informando as políticas públicas de educação sobre a utilização da Internet. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)