Busca avançada
Ano de início
Entree

"Modelos Celulares na investigação do envelhecimento ativo em centenários brasileiros"

Processo: 24/00984-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2024
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Acordo de Cooperação: CNPq - INCTs
Pesquisador responsável:Mayana Zatz
Beneficiário:Letícia Rocha da Silva
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50931-3 - INCT 2014 - Envelhecimento e Doenças Genéticas: Genômica e Metagenômica, AP.TEM
Assunto(s):Envelhecimento   Longevidade   Plasticidade neuronal
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:centenários | Envelhecimento | Hips | Longevidade | Plasticidade neural | Senescência | Biologia celular.

Resumo

Um dos grandes desafios da Ciência contemporânea é compreender os diferentes mecanismos biológicos por de trás do processo de envelhecimento saudável. No entanto, o código genético daqueles que conseguiram chegar a um século de vida, ativos, apesar da idade avançada, é uma ferramenta promissora para investigar os fatores e variáveis genéticas envolvidas com a longevidade saudável. Nesse sentido, o objetivo desse trabalho será identificar mecanismos moleculares e/ou celulares envolvidos com o envelhecimento considerado saudável e como estes atuam para a longevidade, tendo como base dados de idosos com mais de 95 anos, ativos, que levavam uma vida independente e não desenvolveram doenças esperadas para a idade, incluindo doenças cardiovasculares, respiratórias, neurodegenerativas, fragilidade muscular e câncer. Voluntários serão recrutados ao nosso Centro de Pesquisa onde a coleta de material biológico será realizada para obtenção de DNA, plasma e células mononucleares do sangue periférico (PBMC). Células-tronco de pluripotência induzida (iPSC) serão geradas a partir de PBMC para diferenciação em células endoteliais, cardiomiócitos, pneumócitos, células neuronais e musculares, a fim de investigar o fenótipo vascular, cardíaco e imunológico, senescência pulmonar, plasticidade neural e muscular, bem como o metabolismo energético de cada um dos tipos celulares investigados. Os achados serão integrados às análises genômicas que incluem o sequenciamento do genoma completo (WGS) dos participantes. Em vista do cenário descrito acima, o objetivo deste projeto é otimizar a geração de células-tronco de pluripotência induzida (iPSC) a partir de células mononucleadas do sangue periférico (PBMCs), para diferenciação em células endoteliais, cardiomiócitos, pneumócitos, células neuronais e musculares - de casos selecionados; por conseguinte obter a caracterização das iPSC e das células diferenciadas, por RT-PCR, Citometria de Fluxo e Imunofluorescência; para então realizar a manutenção e expansão das células geradas para realização de ensaios funcionais.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)