Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de substratos SERS sustentáveis para remoção e detecção de corantes alimentícios sintéticos em meio aquoso

Processo: 23/16725-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de abril de 2024
Vigência (Término): 31 de março de 2029
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Carlos José Leopoldo Constantino
Beneficiário:Isabela Bianchi Carvalho
Instituição Sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/22214-6 - Rumo à convergência de tecnologias: de sensores e biossensores à visualização de informação e aprendizado de máquina para análise de dados em diagnóstico clínico, AP.TEM
Assunto(s):Materiais nanoestruturados   Sensores   Contaminantes emergentes   Corantes de alimentos   Detecção   Espectroscopia Raman amplificada por superfície
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:contaminantes emergentes | corantes alimentícios | Detecção | Raman | Sers | Nanomateriais para Sensores

Resumo

Este projeto de Doutorado Direto (DD) propõe o desenvolvimento de substratos sustentáveis híbridos, baseados em microfibras de celulose modificadas com nanopartículas de Au (AuNPs - negativas) ou Cu (CuNPs - positivas) em sua superfície para a remoção e a detecção via SERS de corantes alimentícios sintéticos em meio aquoso. A pesquisa explorará ainda interações em nível molecular entre os substratos celulósicos e os corantes Vermelho Allura (VA - aniônico), Azul Brilhante (AB - zwiteriônico) e Rodamina B (RdB - catiônico) procurando compreender, e assim otimizar, os processos de remoção e detecção destes corantes. A celulose é oriunda de fonte renovável (bagaço de cana-de-açúcar), biodegradável, de baixo custo e apresenta versatilidade de funcionalizações. A síntese das AuNPs e das CuNPs se dá in situ, com a celulose fazendo o papel de agente redutor. Os corantes VA, AB e RdB foram escolhidos por dois motivos fundamentais: i) representam as principais classes de corantes sintéticos alimentícios em termos de suas cargas; ii) potencial perturbador que apresentam para a contaminação ambiental e prejuízo à saúde. Esta proposta de DD é vinculada ao projeto Temático FAPESP 2018/22214-6 "Rumo à convergência de tecnologias: de sensores e biossensores à visualização de informação e aprendizado de máquina para análise de dados em diagnóstico clínico" e prevê a realização de estágio BEPE junto ao Grupo do Dr. Santiago Sánchez Cortés, no Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC), Madri, Espanha. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)