Busca avançada
Ano de início
Entree

Neoplasias da tiroide com padrão folicular: investigação do perfil molecular e identificação de marcadores de diagnóstico pré-cirúrgico

Processo: 23/04139-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2024
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2028
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Janete Maria Cerutti
Beneficiário:Isabela Nogueira Nunes
Instituição Sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias da glândula tireoide   Biópsia por agulha fina   Análise de sequência de RNA   Diagnóstico de câncer   Oncologia cirúrgica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Câncer de Tiróide | Niftp | Punção Aspirativa por Agulha Fina | RNA-seq | Teste molecular | Variante folicular do carcinoma papilífero de tiroide | Bases Genéticas dos Tumores da Tiroide

Resumo

Os nódulos da tiroide são comumente identificados por meio da palpação da região cervical ou por meio de ultrassonografia da região do pescoço. A decisão se este deve ser submetido à punção aspirativa por agulha fina (PAAF) é baseada na apresentação clínica, nos exames laboratoriais e no padrão ultrassonográfico do nódulo. O Sistema Bethesda para Laudos Citopatológicos de Tiroide é o sistema padrão para reportar os resultados da PAAF em seis categorias diagnósticas. Entre as neoplasias tiroidianas derivadas das células foliculares o adenoma folicular (AFT), adenoma oncocítico (AOT), a neoplasia tiroidiana folicular não invasiva com características nucleares tipo papilíferas (NIFTP), o carcinoma folicular (CFT), carcinoma oncocítico (COT), o subtipo folicular encapsulado invasivo de carcinoma papilífero (feiCPT) e o subtipo folicular infiltrativo do carcinoma papilífero (fiCPT), representam um dos maiores problemas no diagnóstico por PAAF em virtude da semelhança de características citológicas e da necessidade de detecção de características histológicas observáveis somente na biópsia cirúrgica. Assim, nódulos são comumente agrupados dentro categorias Bethesda III, IV e, menos comumente, Bethesda V. A falta de um marcador específico para cada um destes subtipos histológicos leva a tratamentos excessivos dos nódulos que provam ser benignos nos achados histopatológicos, podendo vir a causar efeitos adversos. Por outro lado, podem levar ao atraso no tratamento dos nódulos malignos. Sendo assim, estudos que buscam encontrar um marcador molecular que possa ser aplicado em realidade pré-cirúrgica são de extrema relevância, posto que isso tornaria realidade uma melhor definição de tratamento de pacientes em casos com baixo potencial de malignidade. Portanto, o objetivo do projeto é identificar marcadores moleculares capazes de distinguir NIFTP, feiCPT, fiCPT e CFT, por meio da análise de dados de sequenciamento completo do RNA em plataforma Illumina NextSeq (RNA-seq) e validação dos achados em uma casuística expandida.Os dados serão avaliados utilizando pipelines específicos que permitem identificar mutações pontuais, fusões, e expressão diferencial, como GATK, STAR-fusion e NOISeq (Bioconductor). As variantes patogênicas serão validadas por PCR seguido de Sequenciamento de Sanger. As fusões gênicas por RT-qPCR em casuística expandida. Entre as alterações validadas, selecionaremos uma para análise do efeito na gênese ou progressão dos tumores da tiroide, por meio de um estudo funcional. Além disso, as alterações identificadas poderão ser incluídas no painel para diagnóstico molecular de nódulos da tiroide. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)