Busca avançada
Ano de início
Entree

Variantes genéticas associadas à resposta ao tratamento do transtorno afetivo bipolar: uma revisão sistemática.

Processo: 24/02603-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2024
Vigência (Término): 31 de maio de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Marcela Forgerini
Beneficiário:Ana Luiza da Silva Selani
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Farmacogenética   Polimorfismo genético   Transtorno bipolar   Transtornos do humor   Tratamento farmacológico   Variantes farmacogenômicos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Farmacogenética | Polimorfismo genético | transtorno bipolar | Transtornos do Humor | Tratamento Farmacológico | Variantes farmacogenômicos | Farmacogenética

Resumo

Introdução: O transtorno afetivo bipolar (TAB) é um transtorno de humor prevalente e que está associado a desfechos graves quando não há resposta à farmacoterapia, como alto risco de suicídio, abuso de substâncias ilícitas e tendência à violência. O tratamento medicamentoso do TAB consiste no uso de estabilizadores de humor e antipsicóticos e há relatos na literatura de que a presença de variantes genéticas pode impactar na resposta à farmacoterapia. Objetivo: Pretende-se identificar as variantes genéticas que influenciam na resposta à farmacoterapia do TAB. Metodologia: Será conduzida uma revisão sistemática nas bases de dados PubMed, Scopus, PsycINFO e Lilacs a partir da questão norteadora "Quais são as variantes genéticas que influenciam na resposta à farmacoterapia do TAB?". Serão incluídos ensaios clínicos, estudos observacionais do tipo caso-controle, coorte, transversais e relatos e séries de caso. Revisões sistemáticas, resumos apresentados em eventos científicos, teses, dissertações, estudos conduzidos in vivo e in vitro serão excluídos. As etapas de triagem, elegibilidade e análise da qualidade metodológica dos estudos serão realizadas em duplicata. Resultados esperados: Identificar as variantes genéticas que impactam na resposta ao tratamento medicamentoso do TAB a fim de promover a efetividade e segurança da farmacoterapia e contribuir com dados genéticos para apoiar profissionais da saúde no processo de tomada de decisão. Também é esperado redigir um artigo com os dados obtidos, além da redação de um resumo para apresentação em evento científico e a elaboração de material didático para o letramento científico.Palavras-chave: Farmacogenética; Polimorfismo genético; Transtorno bipolar; Transtornos do humor; Tratamento farmacológico; Variantes farmacogenômicos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)