Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de antifúngicos naturais nanoencapsulados para aplicação na conservação de frutas pós-colheita

Processo: 23/17653-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2024
Vigência (Término): 30 de abril de 2026
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Engenharia de Processamento de Produtos Agrícolas
Pesquisador responsável:Marcos David Ferreira
Beneficiário:Fernanda Ramalho Procopio
Instituição Sede: Embrapa Instrumentação Agropecuária. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Tecnologia agrícola   Pós-colheita   Frutas   Hortaliças   Anti-infecciosos   Produtos naturais   Vida-de-prateleira   Conservação de alimentos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Antimicrobianos | Extratos Naturais | Plant-based | Vida de prateleira | Tecnologia Pós-Colheita em Frutas e Hortaliças

Resumo

As mudanças climáticas têm causado impactos severos na agricultura, levando a perdas significativas de produção e qualidade dos alimentos. As atividades pós-colheita, como o armazenamento e o processamento, também são afetadas, prejudicando a durabilidade dos produtos e aumentando o risco de infestação por pragas e doenças. Alimentos frescos, como frutas e hortaliças, são particularmente suscetíveis a alterações fisiológicas e microbiológicas, o que pode levar a perdas de até 40% na cadeia de abastecimento. Produtos químicos agrícolas desempenham papel importante na produção e conservação dos alimentos, mas o uso excessivo desses compostos tem sido associado a impactos ambientais. Em busca de alternativas mais eficientes e de menor impacto ambiental, utilizar agentes antimicrobianos naturais como os óleos essenciais (OEs) tem se tornado uma grande tendência da agroindústria. No entanto, a baixa solubilidade e estabilidade dos OEs limitam sua aplicação. A nanoencapsulação pode facilitar a aplicação desses extratos em alimentos, potencializando suas propriedades e reduzindo alterações sensoriais indesejáveis. Nesse contexto, a presente proposta tem como objetivo desenvolver sistemas nanoencapsulados inovadores para a incorporação de óleos essenciais (OEs) com propriedades antifúngicas adicionados a revestimentos comestíveis de origem vegetal, visando melhorar a conservação de frutas pós-colheita. Para isso, os óleos essenciais serão incorporados em diferentes sistemas nanoestruturados: via complexo de inclusão em ²-ciclodextrina e através de nanopartículas lipídicas sólidas. Os sistemas serão caracterização em relação à eficiência de encapsulação, tamanho, morfologia, comportamento térmico, cristalinidade e espectroscopia de infravermelho. Será avaliada também a cinética de liberação dos óleos essenciais em meios alimentares simulados (água, suspensão de amido e nanoemulsão de cera de carnaúba) através da aplicação de modelos matemáticos. Por fim, a atividade antifúngica dos OEs livres e nanoencapsulados será investigada através do método de contato direto contra contaminantes comuns (Rhizopus stolonifer, Colletotrichum gloeosporioides e Penicillium expansum) e na conservação de frutas. Desta forma, busca-se uma alternativa sustentável de base vegetal (plant-based), com ação antimicrobiana, prolongando a vida de prateleira e fornecendo um alimento seguro sem interferências no aroma e sabor. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)