Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão De Melanopsinas Nas Retinas De Aves Strigiformes

Processo: 24/04395-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2024
Vigência (Término): 30 de abril de 2025
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Fisiológica
Pesquisador responsável:Dora Selma Fix Ventura
Beneficiário:Edgar Julian Osuna Melo
Instituição Sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:22/00191-0 - Mecanismos, genética e desempenho do sistema visual: pesquisa clínica em humanos e experimentação animal, AP.TEM
Assunto(s):Aves   Melanopsinas   Retina   Strigiformes
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Aves | melanopsina | retina | Strigiformes | Psicofisiologia da Visão

Resumo

Este trabalho está relacionado ao projeto 14.5. Melanopsina de Corujas do Projeto Temático 2022/00191-0. As melanopsinas são fotopigmentos que pertencem a família dos receptores acoplados à proteína G e são responsáveis por desencadear várias respostas fisiológicas dos organismos à luz, como o reflexo pupilar, a supressão de melatonina e a regulação do ritmo circadiano em mamíferos. Os padrões de expressão de melanopsina diferem entre os outros grupos de vertebrados e pouco se sabe sobre a expressão gênica e localização em vertebrados não-mamíferos. Espécies de corujas da família Strigidae são modelos interessantes para investigar a expressão da melanopsina, com base na diversidade de padrões de atividade diária entre as espécies, que inclui os hábitos diurnos, noturnos e catemerais. Objetivo: Investigar o padrão de expressão dos genes de melanopsina (OPN4x e OPN4m) em corujas diurnas, noturnas e catemerais em diferentes horários do dia. Este projeto foi aceito pelo Comitê de Ética do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (IPUSP) sob protocolo CEUA nº 5691140818. Para este estudo serão coletados cinco indivíduos às 8hs e cinco indivíduos às 20hs de cada espécie de coruja (Asio clamator, Athene cunicularia, Glaucidium brasilianum e Megascops choliba), mantidos na Universidade Federal de Minas Gerais. Os olhos serão enucleados e posteriormente imersos em RNAlater® (Ambion), a 4°C. Para análise genética, será realizada a extração de RNA utilizando o kit Direct-zol RNA MiniPrep Plus. Para os ensaios de PCR em tempo real será utilizado o kit SYBR Green Master Mix (ThermoFisher) e o equipamento QuantStudio 5 (ThermoFisher) para a quantificação das amostras. Dentre as atividades a serem desenvolvidas pelo bolsista estão treinamento em técnicas de biologia molecular, realização de experimentos e análise de dados, reuniões periódicas com os coordenadores do projeto e participação nos seminários do grupo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)