Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos sobre venenos e derivados: identificação de alvos moleculares para desenvolvimento de compostos antiinflamatórios

Processo: 24/06373-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2024
Vigência (Término): 31 de maio de 2026
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Acordo de Cooperação: GlaxoSmithKline
Pesquisador responsável:Ana Marisa Chudzinski-Tavassi
Beneficiário:Mario Andrés Rodríguez Pineda
Instituição Sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Empresa Sede:Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). Instituto Butantan
Vinculado ao auxílio:20/13139-0 - Centro de Excelência na Descoberta de Novos Alvos, AP.PCPE
Assunto(s):Biologia computacional
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:bioinformática | Biologia molecular | Bioquímica | docking molecular | interação proteína-peptídeo | Biologia estrutural, Quimica medicinal

Resumo

O envelhecimento dos condrócitos está associado à degeneração da cartilagem articular e pode ser observado na patogênese de doenças articulares, como artrite reumatóide e osteoartrite. As citocinas pró-inflamatórias desempenham um papel fundamental na progressão dessas doenças. Padronizamos um modelo de inflamação em condrócitos para fins de triagem. O CENTD tem se concentrado no estudo de novos alvos inflamatórios e na triagem de compostos antiinflamatórios de nossa biblioteca de peptídeos derivados de venenos. Vários peptídeos sintéticos derivados de proteínas citoprotetoras foram eleitos por seus potenciais efeitos antiinflamatórios em diversos modelos celulares, como condrócitos, sinoviócitos e macrófagos. Nosso grupo identificou recentemente alvos potenciais, identificados como proteínas celulares capazes de se ligarem aos peptídeos antiinflamatórios (P4, E8, D3, C-Ambly). Para caracterizar as principais vias de sinalização responsáveis pela função imunomoduladora, estamos trabalhando nas estratégias de validação de alvos knockout (KO) e knockdown para elucidar o potencial antiinflamatório dos novos alvos. Além disso, a obtenção da forma recombinante de novos alvos é essencial para estudos de atividade estrutural e para o estudo da natureza da ligação alvo/peptídeo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)