Busca avançada
Ano de início
Entree

Susceptibilidade de células dendríticas derivadas de diferentes sub-populações de monócitos a condições estressantes de sítios tumorais (presença da célula tumoral e baixo pH)

Processo: 10/03327-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Jose Alexandre Marzagão Barbuto
Beneficiário:Murilo Pereira Reginato
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imuno-oncologia   Diferenciação celular   Células dendríticas   Monócitos

Resumo

Células dendríticas (DCs) são utilizadas na imunoterapia do câncer, com resultados promissores, mas ainda aquém do esperado. Uma das razões possíveis para esta insuficiência de resultados poderia ser a observada deficiência funcional das DCs quando derivadas de monócitos de pacientes com câncer. Entretanto, há heterogeneidade na população de monócitos presente no sangue, tendo sido descritas duas subpopulações, distintas em marcadores de membrana e produção de citocinas, mas até onde se tenha descrito, não em sua capacidade de diferenciação in vitro em DCs. Considerando-se que a presença do tumor poderia afetar de maneira desigual estas duas subpopulações, o objetivo deste projeto é estudar a diferenciação in vitro de monócitos de doadores saudáveis em DCs, quando em co-cultura com células tumorais, na presença de sobrenadante das mesmas células ou em meio com baixo pH (característico) de sítios tumorais. O encontro de diferenças na susceptibilidade de células das duas subpopulações a estas condições poderia indicar estratégias alternativas para o aprimoramento de abordagens imunoterapêuticas contra o câncer, baseadas em DCs derivadas de monócitos. (AU)