Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e quantificação das variantes de splicing alternativo da isoforma induzível de óxido nítrico sintase em diferentes linhagens tumorais

Processo: 08/57329-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2008
Vigência (Término): 30 de junho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Hugo Pequeno Monteiro
Beneficiário:Pedro Paulo Moraes Mathias
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Linhagem celular tumoral   Processamento alternativo   Óxido nítrico sintase tipo II   RNA mensageiro   Células tumorais   Antineoplásicos

Resumo

A Óxido Nítrico Sintase induzível (iNOS ou NOS2) é a principal variante de NOS expressa em tumores. Essa isoforma exerce um papel de extrema importância no desenvolvimento de tumores e ocorrência de metástases, devido à sua extensa produção de óxido nítrico que, em conjunto com seus metabólitos, é capaz de gerar danos ao DNA e a enzimas de reparo do DNA. Entretanto, sabe-se que doses elevadas de NO podem desencadear mecanismos de morte celular programada (apoptose) e levar a inibição da tumorigênese e da progressão tumoral. Esses efeitos dualísticos podem estar ligados à regulação da atividade produtiva de óxido nítrico da iNOS por mecanismos pós-transcricionais, como o splicing alternativo do RNA mensageiro dessa enzima, que irá ajudar a manter o microambiente da célula tumoral com concentrações médio-altas de NO e estimular os efeitos tumorigênicos e a resistência a doses citotóxicas desse radical livre. Identificar e quantificar as variantes de splicing em diferentes tipos de tumores pode possibilitar o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas contra o câncer, visando à eliminação dessas variantes e estimulando a célula a produzir NO em quantias citotóxicas para o desenvolvimento tumoral. (AU)