Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional do receptor de TNF-alfa do parasita Schistosoma mansoni

Processo: 09/50042-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2009
Vigência (Término): 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Sergio Verjovski Almeida
Beneficiário:Katia Cristina Pereira Oliveira Santos
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Expressão gênica   Fator de necrose tumoral alfa   Interações hospedeiro-patógeno   Esquistossomose   Schistosoma mansoni   Transdução de sinais

Resumo

O Schistosoma mansoni é a espécie causadora da esquistossomose na América. Já é descrito na literatura que a relação entre o parasita e seu hospedeiro definitivo (o homem) é através da interação de moléculas humanas que exercem seu efeito através de diversos receptores que o parasita possui. Durante o doutorado Katia Oliveira identificou o gene do receptor de TNF-alfa em S. mansoni (SmTNFR). Este gene codifica uma proteína de 415 aminoácidos, 239 destes na porção extracelular, 22 aa na porção transmembranar e 152 aa na porção intracelular. O mRNA do SmTNFR é mais expresso em cercarias. Além disso, verificou-se o efeito do TNF-alfa humano sobre o parasita adulto exposto durante 1, 6 e 24 horas (in vitro) à citosina, utilizando microarrays de DNA. Grupos de genes com expressão alterada pela citosina humana foram identificados reforçando assim a hipótese que a molécula humana se liga ao receptor do parasita. Este projeto de pós-doutorado tem por objetivo caracterizar o SmTNFR através de experimentos de imuno-localização, a fim de conhecer a distribuição espacial desta proteína ao longo do parasita; e experimentos de duplo - hibrido a fim de descobrir quais elementos de sinalização interagem com o domínio intracelular do receptor. Também serão realizados experimentos de silenciamento gênico através da tecnologia de RNA de interferência (RNAi) para tentar estabelecer em quais processos biológicos o receptor está envolvido e por fim estudar o efeito de TNF-alfa humano no perfil de expressão gênica nos estágios de esquistossômulos e adulto para descrever quais vias está submetidas à ação do TNF. (AU)