Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da metalinguagem métrica em Orator de Cícero

Processo: 10/02017-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Línguas Clássicas
Pesquisador responsável:Joao Batista Toledo Prado
Beneficiário:Daiane Graziele Schiavinato
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Poesia   Métrica   Metalinguagem

Resumo

O projeto que segue busca investigar determinados termos referentes à poética da antiguidade, e que são empregados conceitual e taxonomicamente para tratar da métrica e da prosódia latinas. No presente caso, tais termos ocorrem no Orator de Cícero e dizem respeito àquilo que a métrica pode representar como contribuição, de modo direto ou indireto, para a elaboração de discursos oratórios, que constituem o escopo do texto. Ao definir o melhor orador, Cícero (106- 43 a.C.) expressa, em língua latina, suas concepções em relação à forma da poesia e da oratória, delineando suas semelhanças e diferenças. Ao fazê-lo, acaba por praticar uma metalinguagem que toca questões como ritmo, métrica, verso, conteúdo, prosa, poeta, poema, metro. A tarefa dessa pesquisa será a de constituir um corpus, formado por contextos-ocorrência em que figurem tais termos retirados do Orator, e que serão traduzidos e discutidos. Além do interesse específico na pesquisa da nomenclatura e conceituação métricas da Roma antiga, é pertinente observar que a tradução de textos clássicos amplifica o acesso à literatura da Antiguidade, e o estudo de suas definições, acerca do que se acreditava ser uma obra literária para os leitores da era clássica, pode contribuir para trazer novas perspectivas para uma poética de que se podem conhecer apenas fragmentos. Haja vista que a Antiguidade não legou aos pósteros conceitos inequívocos sobre tal matéria e, de fato, quando se considera o assunto, as obras fundamentais resumem-se a Aristóteles, Longino e Horácio. Por isso, estudos específicos sobre o tema, empreendidos em obras de escritores clássicos, como Cícero, podem contribuir para ampliar a compreensão possível que se tem sobre a métrica clássica latina. (AU)