Busca avançada
Ano de início
Entree

Construção coletiva de uma trilha ecológica no Cerrado: pesquisa participativa em educação ambiental

Processo: 05/00325-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Marilia Freitas de Campos Tozoni Reis
Beneficiário:Juliana Lacorte Cazoto
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Cerrado   Educação ambiental   Conscientização   Botucatu (SP)

Resumo

A conservação do ambiente natural é um assunto bastante discutido atualmente. Os ecossistemas passam por modificações bruscas, radicais em um intervalo de tempo extremamente curto, e a ação antrópica tem sido apontada como a maior responsável por essas alterações. Durante anos a sociedade suportou as consequências da degradação ambiental porque se acreditava que esses prejuízos eram necessários à produção. A concepção de progresso e desenvolvimento durante muito tempo esteve associada à ideia de degradação do meio, domínio da natureza, o homem como um ser superior, capaz de raciocinar, sendo que tudo isso o levou a ações antiecológicas. Os efeitos dessas atitudes vêm sendo observados por ambientalistas ou por parte da sociedade que está mais atenta aos problemas ambientais, e têm sido realizados alguns esforços para mudar essas ações predatórias. A educação ambiental vem sendo discutida na sociedade nos órgãos oficiais, nas ONGs, nas escolas, nos ambientes de trabalho, nas Redes Ambientalistas, etc como uma importante estratégia de enfrentamento desses problemas. Muitos são os temas tratados pelos programas de educação ambiental, que, por estarem em construção, exigem pesquisas sobre suas diferentes dimensões. Os ecossistemas brasileiros têm incentivado a criação de leis de proteção ambiental, programas de conservação, criação de parques, reservas. O cerrado apresenta uma situação preocupante: ao mesmo tempo em que é a vegetação que ocupa a maior área do Brasil, é o bioma que apresenta a maior destruição. A maioria da sua área é ocupada por pastagens e plantações. Além de se perder grande parte da fauna e da flora que são específicas dessa formação, problemas relacionados a recursos hídricos também preocupam: Botucatu, interior de São Paulo, é uma importante zona de recarga do maior Aquífero do mundo, o Guarani; e os fragmentos de Cerrado que estão presentes na região e que protegem a reserva de água, estão circundados por fazendas de gado e construções urbanas. Com essas preocupações, o estudo aqui proposto pretende organizar um grupo com alunos de 7as e 8as séries de uma escola pública estadual para a melhor percepção e de um fragmento de Cerrado - que apresenta alguns sinais de degradação ambiental - e a elaboração de uma trilha ecológica que passe por áreas distintas da mata, caracterizando-as, e destacando a importância de se conservar a vegetação local. Em um trabalho conjunto com a comunidade, as crianças serão participantes na construção dessa trilha. Trata-se de organizar um grupo de estudo-prático para o conhecimento e entendimento da formação vegetal, e com esse grupo, realizar ações educativas ambientais com o tema Cerrado junto a essa comunidade. A ideia é que o contato próximo com essa região provoque um processo de conscientização e desperte interesse por assuntos ambientais, implantando, coletivamente um processo de educação ambiental. Essa parceria entre o saber acadêmico e o saber comunitário, pretende contribuir na construção mais significativa da trilha no ambiente do cerrado, permitindo uma melhor adequação do instrumento educativo às necessidades socioambientais em foco. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)