Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da prevalência de microrganismos do domínio Archaea em indivíduos com doença periodontal agressiva generalizada após a terapia periodontal

Processo: 09/11327-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2009
Vigência (Término): 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Marcelo de Faveri
Beneficiário:Eisla Alline Gomes de Lira
Instituição-sede: Universidade de Guarulhos (UNG). Campus Guarulhos-Centro. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):Archaea   Doenças periodontais   Periodontite agressiva   Placa bacteriana

Resumo

A doença periodontal agressiva generalizada é uma subclassificação das formas de periodontitis e trata-se de uma infecção que acomete indivíduos sistemicamente saudáveis Caracteriza-se por uma severa perda de inserção clínica associada a uma rápida destruição óssea alveolar. O papel de bactérias específicas no início e desenvolvimento desta patologia tem sido extensivamente investigado. Entretanto, alguns estudos recentes sugerem que outros patógenos, tais como vírus e microrganismos do domínio Archaea, podem estar envolvidos na etiologia das periodontitis. Archaea são microrganismos que recentemente foram encontrados em pacientes com doença periodontal crônica e doença periodontal agressiva. Neste ínterim, o objetivo deste estudo será analisar a prevalência de Archaea em indivíduos portadores de doença periodontal agressiva generalizada antes e depois da terapia periodontal. Desta forma, serão selecionados 30 indivíduos com doença periodontal agressiva generalizada que apresentem no mínimo 12 dentes com pelo menos 1 sítio com profundidade de sondagem (PS) e nível clínico de inserção >5mm. Os indivíduos serão divididos em dois grupos terapêuticos: Controle - RAR + medicação placebo (MP) e Teste - RAR + metronidazol (400mg) 3 vezes ao dia durante 14 dias (MTZ) + amoxicilina (500mg) 3x ao dia durante 14 dias. A terapia básica de raspagem (RAR) será realizada em 14 dias. As avaliações microbiológicas serão realizadas no exame inicial e repetidas após 180 dias do término da RAR. Amostras de biofilme subgengival serão coletadas de 9 sítios (rasos, moderados e profundos) em cada um dos voluntários e a presença de microrganismos do domínio Archaea será avaliada pela reação em cadeia da polimerase. Diferenças entre os grupos e dentro de cada grupo, entre os tempos experimentais serão avaliadas utilizando-se o teste Qui-quadrado. A significância estatística será estabelecida em 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LIRA, E. A. G.; RAMIRO, F. S.; CHIARELLI, F. M.; DIAS, R. R.; FERES, M.; FIGUEIREDO, L. C.; FAVERI, M. Reduction in prevalence of Archaea after periodontal therapy in subjects with generalized aggressive periodontitis. AUSTRALIAN DENTAL JOURNAL, v. 58, n. 4, p. 442-447, DEC 2013. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.