Busca avançada
Ano de início
Entree

Variabilidade genética de Magnaporthe grisea do trigo de uma microrregião geográfica

Processo: 00/11628-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2001
Vigência (Término): 31 de julho de 2001
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Alfredo Seiiti Urashima
Beneficiário:Erezil Souza dos Santos
Instituição-sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Assunto(s):Virulência   Diversidade genética   Trigo

Resumo

Brusone causada por Magnaporthe grisea é a mais nova doença na triticultura brasileira e apresenta algumas características que a tomam um dos principais problemas da triticultura nacional. Dentre elas, a quebra na produtividade e ineficiência dos fungicidas para o seu controle. Isso evidencia a importância das variedades resistentes como o método ideal de seu controle. Entretanto, M. grisea se caracteriza por quebrar a resistência de variedades resistentes 2-3 anos após sua liberação. Uma das causas para esse fenômeno pode ser a alta variabilidade do patógeno. A caracterização do grau de diversidade genética de M. grisea de uma micro-região viria a complementar os estudos em andamento no CCA-UFSCar, de diversidade da virulência de regiões geograficamente distintas. Esses dados forneceriam subsídios importantes para a estratégia de controle da doença através de variedades resistentes, bem como para prolongar sua vida útil. O presente trabalho visa examinar a diversidade genética de M. grisea de um único campo de trigo. (AU)