Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do proteoma com inserção genômica do 4-nerolidilcatecol em Potomorphe umbellata (Piperaceae)

Processo: 04/09547-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2005
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Maysa Furlan
Beneficiário:Débora Cristina Baldoqui Bergamo
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/02176-7 - Conservação e uso sustentável da diversidade do Cerrado e da Mata Atlântica: diversidade química e prospecção de medicamentos potenciais - fase II, AP.BTA.TEM
Auxílio(s) vinculado(s):05/60803-3 - Processo para a obtenção do 4-nerolidilcatecol via extrato enzimático de Potomorphe umbellata, AP.PAPI
Assunto(s):Nerolidol   Biossíntese de proteínas   Enzimas   Proteoma

Resumo

Em trabalho precedente (FAPESP-98/16545-4), o estudo biossintetico do 4-nerolidilcatecol (4-NC) presente em Potomorphe umbellata foi realizado através da incubação do nerolidol e do acido 3,4-diidroxibenzoico em extratos enzimáticos de folhas. A enzima apresentou uma melhor atividade em pH 5,5 e na presença dos cofatores piridoxal-5-fosfato e MgCI2. A biossintese da parte terpênica também foi avaliada, uma vez que um caminho alternativo na biossintese de difosfato de isopentenila (IPP) foi recentemente descoberto. Foram realizados experimentos utilizando-se D-glicose-[U-14C], gliceraldeido-3-fosfato-[U-14C] e mevalonolactona-2-14C, sendo que se observou a incorporação destas três substancias no 4-NC. Para a confirmação da rota biossintetica foram realizados experimentos de incorporação de glicose-1-[13C]. Os resultados mostraram que a biossintese das unidades isoprenicas seguem as duas via metabólicas. Com base nos resultados obtidos, pretende-ser purificar a(s) enzima(s) envolvida(s) na biossintese do 4-NC através do uso das mais variadas técnicas cromatográficas, enquanto que para as analises será empregando eletroforese em gel 2D e técnicas de proteoma (MALDI-ToF). Será investigado também a compartimentalização da biossintese do IPP, assim como deslocamento destas unidades de um compartimento celular para o outro. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LOPES, ADRIANA A.; BALDOQUI, DEBORA C.; LÓPEZ, SILVIA N.; KATO, MASSUO J.; BOLZANI, VANDERLAN DA S.; FURLAN, MAYSA. Biosynthetic origins of the isoprene units of gaudichaudianic acid in Piper gaudichaudianum (Piperaceae). Phytochemistry, v. 68, n. 15, p. 2053-2058, Aug. 2007.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.