Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação de polimorfismos no gene da interleucina 10 em indivíduos com periodontite agressiva

Processo: 05/04553-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Raquel Mantuaneli Scarel Caminaga
Beneficiário:Patrícia Mayumi Sogumo
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Interleucina-10   Periodontite agressiva   Polimorfismo genético   Citocinas

Resumo

A Periodontite Agressiva (PA) atinge cerca de 1% da população e é caracterizada pelo início precoce das manifestações clínicas que frequentemente evoluem de forma severa e com progressão rápida. A PA tem agregação familiar com transmissão autossômica dominante ou ligada ao cromossomo X. Apesar da influência que microrganismos periodontopatogênicos, especialmente o Actinobacillus actinomycetemcomitans (A.a.), têm sobre a PA, fatores do hospedeiro, como a resposta imunológica, são fundamentais no acometimento e progressão da doença. A presença de microrganismos como o A.a. nas bolsas periodontais leva a uma inflamação crônica e contínua resposta exacerbada do hospedeiro, resultando em destruição do tecido. Nos últimos anos, têm sido muito investigada a relação entre polimorfismos genéticos e doença periodontal, de forma que vêm se confirmando que determinados polimorfismos em genes de citocinas podem influenciar os níveis das mesmas e que isso pode interferir na patogênese da doença. Como parte da resposta imune do hospedeiro, há a liberação de interlucina 10 (IL10), uma importante citocina, a qual foi encontrada em níveis elevados em tecido gengival inflamado. A IL10 parece ter um papel anti-inflamatório pois diminui os níveis de citocinas com efeito inflamatório como a IL1 e IL6, além disso, foi demonstrado que a IL10 tem papel inibidor sobre a ação de lipopolissacarídeos de Porphiromonas gingivalis. Existem três polimorfismos na região promotora do gene IL10, nas posições –1082, – 819 e – 592 que, por estarem próximos, são herdados como haplótipos e estão relacionados com níveis aumentados da citocina. Em uma população brasileira foi demonstrada associação desses polimorfismos e haplótipos no gene IL10 com doença periodontal crônica. O objetivo deste projeto é investigar se há relação dos polimorfismos citados no gene IL10 e a PA em indivíduos pertencentes a uma mesma família. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KIM, YEON JUNG; VIANA, ALINE CAVALCANTI; TFAILE CORBI, SAMIA CRUZ; DE CARVALHO CURTIS, KAREN MARIA; RENZI, RIVELTO; PEREZ ORRICO, SILVANA REGINA; CIRELLI, JONI AUGUSTO; SCAREL-CAMINAGA, RAQUEL MANTUANELI. DETECTION OF THE SINGLE NUCLEOTIDE POLYMORPHISM (rs2227307) IN THE HUMAN INTERLEUKIN 8 GENE USING A PCR-RFLP ASSAY. BIOSCIENCE JOURNAL, v. 25, n. 6, p. 136-142, NOV-DEC 2009. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.