Busca avançada
Ano de início
Entree

A influência do meio nuclear na fotoprodução de mésons pseudo-escalares pion neutro, ETA e ETA e mésons vetoriais Rho e ômega a altas energias (~6GeV)

Processo: 05/50961-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2005
Vigência (Término): 31 de agosto de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física das Partículas Elementares e Campos
Pesquisador responsável:João Dias de Toledo Arruda Neto
Beneficiário:Tulio Eduardo Rodrigues
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Modelo de cascata intranuclear   Monte Carlo multicolisional   Reações fotonucleares   Méson pseudoscalar   Mésons vetoriais   Thomas Jefferson National Accelerator Facility (Jefferson Lab)

Resumo

O presente projeto de pós-doutoramento tem por finalidade estudar detalhadamente os efeitos da matéria nuclear na fotoprodução de mésons escalares π0, η e ή e mésons vetoriais ρ e ω a altas energias via métodos de Monte Carlo em modelo de cascata intranuclear Multi-Colisional (MCMC). Os cálculos, que levam em conta a evolução temporal do sistema méson - núcleo via múltiplos espalhamentos binários, irão abranger vasta faixa de energia incidente (0.14 ≤ Eγ ≤ 6.0) GeV e massa do núcleo alvo (A ≥ 12). Além de fornecer um método confiável para se analisar as Interações de Estado Final de mésons vetoriais (ρ e ω) com o núcleo, tal ambicioso projeto também irá propiciar o mapeamento preciso de fundos nucleares em alguns experimentos de alta precisão realizados no Jefferson Lab, que têm o propósito de testar o Modelo Padrão no campo das interações fortes via decaimento radiativo de mésons pseudo-escalares (Colaboração PrimEx). A inclusão dos mésons vetoriais numa abordagem de cascata intranuclear é completamente inédita, representando o passo crucial para se estender os cálculos de Monte Carlo para 12 GeV. Alguns resultados preliminares das distribuições angulares do méson π0 para o 12C e 208Pb próximo à região da ressonância ∆ reproduzem muito satisfatoriamente dados experimentais recentemente obtidos no Microton de Mainz (MAMI). (AU)