Busca avançada
Ano de início
Entree

A espacialidade na música eletroacústica como elemento composicional

Processo: 04/09388-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2005
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2006
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Pesquisador responsável:Florivaldo Menezes Filho
Beneficiário:Alvaro Henrique Borges
Instituição-sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Música eletroacústica   Composição musical

Resumo

Este projeto de pesquisa trata de uma questão de grande relevância ao compositor eletroacústico hoje: a organização dos sons no espaço, ou seja, a espacialidade sonora. Tal questionamento, já pensado por compositores desde a renascença, é retomado na música, eletroacústica após o advento da estereofonia (1954). O repertório eletroacústico das últimas cinco décadas tem explorado o elemento da espacialidade como recurso compositivo na construção do discurso musical. Alguns aspectos como mobilidade, localidade, profundidade, etc. são parâmetros composicionais que formam um espaço sonoro ampliado. Assim nos propomos, com a análise das várias idéias esboçadas por renomados compositores em textos e artigos, traçar uma terminologia geral das estratégias aplicadas à estruturação do discurso composicional no tocante à espacialidade. (AU)