Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do papel da fosfatase induzida por p53 (ppm1d/wip-1) na progressão de carcinoma prostático

Processo: 03/14034-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2004
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Mari Cleide Sogayar
Beneficiário:Luciana Rodrigues Gomes
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:01/10707-7 - Bases moleculares do controle da proliferação celular e origem de neoplasias na era de genômica e proteômica, AP.TEM
Assunto(s):Neoplasias da próstata   Técnicas de diagnóstico molecular   Análise de sequência com séries de oligonucleotídeos

Resumo

O câncer de próstata é um grande problema de saúde pública mundial, devido ao alto índice de óbitos e ao aumento da incidência desta neoplasia nas últimas décadas. Atualmente, o diagnóstico é realizado através do exame de toque retal e dos níveis da concentração plasmática do marcador molecular PSA ("prostatic specific antigen"), enquanto que a classificação patológica é feita através da análise morfológica de amostras de tecido. Portanto, a capacidade de predição do curso clínico e da resposta à terapia é muito limitada. Visando compreender melhor o carcinoma de próstata, o projeto CAGE-Câncer produziu e analisou microarranjos de cDNA que foram hibridizados com tecido prostático normal e tumoral. Dentre os genes diferencialmente expressos foi identificado PPM1D/Wip-1, uma fosfatase de expressão ubíqua e localização nuclear, cuja transcrição é promovida por p53 selvagem. PPM1D/Wip-1 é responsável pela desfosforilação e conseqüentemente inativação de p38 MAPK, que por sua vez, ativa p53. Até o presente momento, PPM1D/Wip-1 possui apenas um substrato identificado, entretanto acredita-se que, como todas as outras proteínas da sua família/deve possuir mais de um substrato e diversas funções celulares. O estudo da função de PPM1D/Wip-1 é imprescindível para o melhor entendimento dos aspectos moleculares do câncer de próstata, podendo permitir o desenvolvimento de novas ferramentas para o diagnóstico molecular e estratégias para a terapia anti-tumoral. (AU)