Busca avançada
Ano de início
Entree

Verificação de possível ação alelopática de Rhizophora mangle e Avicennia schaueriana

Processo: 04/09161-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2004
Vigência (Término): 31 de maio de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Selma Dzimidas Rodrigues
Beneficiário:Tatiana Otsubo
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental do Litoral Paulista. São Vicente , SP, Brasil
Assunto(s):Manguezais   Revegetação   Alelopatia   Aleloquímicos   Avicennia schaueriana   Rhizophora mangle   Baixada Santista (SP)

Resumo

As interações entre indivíduos de uma mesma comunidade vegetal ou mesmo em culturas, em especial as interações químicas, têm sido observadas e estudadas desde períodos remotos, sabendo-se que estes influenciam a germinação de sementes e o desenvolvimento das espécies. Estes estudos são de grande importância para uma maior compreensão da distribuição das espécies dentro de um ecossistema, ou na agricultura, já que é comprovado o uso de substâncias químicas liberadas por plantas que são utilizadas como herbicidas naturais, causando dessa forma menos degradação ao meio ambiente. O presente trabalho tem por objetivo verificar uma possível ação alelopática em espécies vegetais de mangue, Rhizophora mangle e Avicennia schaueriana, presentes na Baixada Santista, sobre os propágulos da primeira, uma vez que estas espécies possuem um padrão de distribuição característica, talvez influenciada por alelopatia, visando obter mudas para revegetação. Para esse estudo utilizar-se-á também uma planta indicadora de atividade de aleloquímicos, o pepino (Cucumis sativus L.). (AU)