Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise morfométrica e morfoestrutural da bacia do ribeirão Bom Jesus, Alto Rio Pardo-SP/MG

Processo: 04/12818-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2005
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Iandara Alves Mendes
Beneficiário:Alexandre Rangel Caretta
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:00/03960-5 - História de exumação da plataforma sulamericana a exemplo da região sudeste brasileira: termocronologia por traços de fissão e sistemáticas ar/ar e sm/nd, AP.TEM
Assunto(s):Bacia hidrográfica   Neotectônica   Morfometria   Redes de drenagem

Resumo

O trabalho a ser desenvolvido em nível de iniciação cientifica se insere no âmbito do grupo de pesquisa do Laboratório de Geomorfologia do Deplan - IGCE - UNESP, Rio Claro e visa aplicar uma gama de técnicas morfométricas de análise da rede de drenagem do relevo para a região do Alto Rio Pardo-SP/MG, a fim de determinar a influência das deformações crustais sobre a geometria das bacias hidrográficas. O estudo se fundamentará na aplicação de Índices morfométricos tais como índices de Relação Declividade x Extensão do Canal (RDE), a análise do Perfil Longitudinal dos rios e índice de densidade de drenagem, além de técnicas morfométricas de análise do relevo como as técnicas das paleosuperficies e a interpretação de foto lineamentos em imagens de radar. Os resultados serão interpretados como possíveis indicadores da atividade neotectônica na área, ou resposta dinâmica aos controles lito-estruturais das bacias. As principais estruturas geológicas serão medidas em campo e correlacionadas aos padrões de drenagem, a fim de evidenciar possíveis controles morfoestruturais. O cruzamento dos dados referentes aos índices anomalias/regularidades fluviais, como as evidências em campo, permitirá a construção de um mapa morfoestrutural que servirá de subsídio para os demais integrantes do grupo de pesquisa que desenvolvem trabalhos na área. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.