Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da estabilidade genética da proteína g em amostras padrão de vírus respiratório sincicial humano (hRSV) submetidas a cultivo celular

Processo: 01/14560-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2002
Vigência (Término): 30 de junho de 2003
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Edison Luiz Durigon
Beneficiário:Claudia Trigo Pedroso de Moraes
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cultura de células   Sequenciamento   Proteínas de ligação ao GTP   Reação em cadeia por polimerase (PCR)

Resumo

O vírus sincicial respiratório humano (HRSV) é um dos principais causadores de bronquiolite e pneumonia em crianças com menos de um ano de idade. Existem dois subgrupos circulantes deste vírus: o HRSVA e o HRSVB. A maior incidência do HRSV ocorre no período entre o outono e inverno. Os subgrupos A e B geralmente co-circulam durante este período, podendo haver predominância de um deles, dependendo da região. O impacto que essa variação antigênica causa na epidemiologia do HRSV, ainda não é bem conhecido. O projeto tem como principal objetivo analisar a estabilidade genética da proteína G do Vírus Sincicial Respiratório Humano (HRSV) in vitro. Para tal, os vírus padrão de HRSV, dos subgrupos A e B, serão cultivados em células HEp-2 e em células NCI H292. Após a observação do efeito citopático (ECP), serão feitas dez passagens do presente vírus nas referidas linhagens celulares. Cada uma destas passagens será submetida a reação em cadeia pela polimerase (PCR) e ao sequenciamento. Finalmente será feita a análise filogenética, empregando-se critérios de máxima parcimônia e distâncias evolutivas. (AU)