Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção de arbovírus isolados de aves migratórias e residentes capturadas no território nacional

Processo: 04/10707-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2005
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Edison Luiz Durigon
Beneficiário:Tatiana Ometto de Araujo
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Migração animal   Aves   Arbovirus   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa (RT-PCR)

Resumo

O termo arbovírus define um grupo de agentes infecciosos que são transmitidos por artrópodes hematófagos de um hospedeiro para outro. Os hospedeiros introdutórios mais prováveis para a disseminação dos arbovírus, são as aves migratórias e isto é reforçado pelo fato de que as grandes epidemias nas regiões temperadas ocorrem durante o final do verão e inicio do outono, época que coincide com a chegada das aves migratórias e de grandes concentrações de mosquitos. Este estudo tem como objetivo, determinar a ocorrência de arbovírus dos gêneros Flavivirus, Bunyavirus, Alphavirus através da reação de RT-Multiplex PCR utilizando primers específicos para estes gêneros, em aves migratórias e residentes capturadas em todo território nacional, tendo como motivação a observação de que diversos pacientes procuram atendimento médico apresentando quadros febris, nos quais, mesmo utilizando os métodos diagnósticos (clínicos, laboratoriais e radiológicos) de rotina, não se consegue determinar sua etiologia. Especificando que as capturas serão realizadas pela equipe do ICB em conjunto com a utilização do novo laboratório padrão NB3+ (nível de biossegurança 3+), no Instituto de Ciências Biomédicas da USP, poderemos manipular com segurança estes vírus possibilitando um melhor entendimento da etiologia e epidemiologia destas viroses e agilizar a investigação dos casos suspeitos de doenças agudas não definidas que apresentem potencial risco para a comunidade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Plataforma on-line orienta profissionais de saúde sobre o uso de EPIs