Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização elétrica por espectroscopia de impedância de cerâmicas de óxido niobato da família tetragonal tungstênio bronze com estequiometria KSr2FeNb4O15

Processo: 07/07421-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2007
Vigência (Término): 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Silvania Lanfredi Nobre
Beneficiário:Robson Lopes Grosso
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Cerâmica (materiais cerâmicos)   Niobatos

Resumo

Este projeto envolve a caracterização elétrica por espectroscopia de impedância em amostras cerâmicas de niobato de estrôncio e potássio dopadas com ferro com estequiometria KSr2FeNb4O15, um óxido da família tetragonal tungstênio bronze (TTB). Materiais cerâmicos com estrutura Tetragonal Tungstênio Bronze apresentam, em geral, elevadas constantes dielétricas, propriedades ferroelétricas e piezoelétricas, atraindo interesse científico e tecnológico. Materiais do tipo TTB isentos de chumbo (lead free) têm apresentado considerável interesse em aplicações tecnológicas como dielétricos lineares e não lineares (ferroelétricos), principalmente na área de telecomunicações. A fase KSr2FeNb4O15 será preparada por mistura mecânica de óxidos/carbonatos via moagem de alta eficiência, utilizando um moinho atritor, junto ao Laboratório de Compósitos e Cerâmicas Funcionais (LaCCeF - FAPESP), FCT/ UNESP/ DFQB. Os pós cerâmicos serão compactados uniaxialmente na forma de discos e sinterizados (em um forno tipo câmara) variando-se o tempo, temperatura e a atmosfera de sinterização, visando à obtenção de cerâmicas densas. A caracterização elétrica das cerâmicas será realizada por espectroscopia de impedância no intervalo de frequência de 5 Hz a 13 MHz, em um amplo intervalo de temperatura (25 oC e 700 oC). Baseado nas medidas a.c. serão investigados a condutividade e fenômenos de dispersão dielétrica (tan x temperatura e tan x frequência), a baixa frequência em diferentes ciclos térmicos de medida (aquecimento - resfriamento). Este procedimento permite identificar o aparecimento de histerese no sistema e correlacioná-la com a(s) transição(ões) de fase(s). Um forno acoplado à célula de medida permitirá realizar as medidas elétricas desde à temperatura ambiente até 700 °C. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.