Busca avançada
Ano de início
Entree

A oralidade na escrita seiscentista e atual: o português em dois tempos e lugares

Processo: 04/12587-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2005
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2005
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Histórica
Pesquisador responsável:Maria Filomena Spatti Sandalo
Beneficiário:Angela Satomi Kajita
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Oralidade   Escrita

Resumo

O projeto propõe o estudo de marcas de oralidade presentes na escrita, através da observação de documentos portugueses do século XVII, e da comparação destes com textos atuais, escritos em português brasileiro. O estudo proposto-dá continuidade às questões abordadas no projeto de iniciação científica Estudo de Metaplasmos e Ritmo no Português (PIBIC/CNPq-PRP), colaborando para a elaboração de uma pesquisa que pode comprovar ou refutara hipótese, proposta no projeto temático Padrões Rítmicos, Fixação de Parâmetros e Mudança Lingüística (Processo FAPESP 98/3382-0), de que o português antigo, falado por volta do século XVII no Brasil e em Portugal, era muito semelhante ao português brasileiro atual, em termos de prosódia. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.