Busca avançada
Ano de início
Entree

Diferenciação de paladares por meio de uma língua eletrônica

Processo: 05/04344-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Antonio Riul Júnior
Beneficiário:Cleber Aparecido Rocha Dantas
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Sensores   Língua eletrônica   Análise sensorial   Análise sensorial de alimentos   Filmes ultrafinos

Resumo

Neste projeto, pretendemos investigar o limite de sensibilidade da "língua eletrônica" em baixas e altas concentrações molares, e ainda avaliar sua capacidade de diferenciar analitos responsáveis por padrões de paladar próximo a esses limites, como, por exemplo, distinguir sacarose e glicose em uma mesma concentração molar. Serão utilizados filmes ultrafinos de materiais com diferentes propriedades elétricas como unidades sensoriais, de maneira que a diferença de resposta entre eles possa ser utilizada como uma impressão digital dos líquidos analisados. Esses materiais serão depositados sobre lâminas e eletrodos interdigitados através das técnicas Langmuir-Blodgett e de automontagem. Posteriormente, esses eletrodos cobertos com filmes ultrafinos serão imersos em soluções ácidas, salgadas, doces e amargas, utilizando como técnica de medida a espectroscopia de impedância. Os trabalhos iniciais envolverão a fabricação de filmes ultrafinos para familiarização do aluno com os equipamentos e técnicas de medidas, seguidos de sua caracterização elétrica quando imersos em soluções. O interesse nesse projeto provém de resultados recentes ainda não publicados que indicam uma capacidade de diferenciação de paladares do dispositivo três ordens de magnitude abaixo do limite de percepção humano (~ 10 mM para doce e salgado), e ainda de resultados apresentados por outros grupos de pesquisa na literatura. Adicionalmente, a presença dos filmes finos sobre a região dos interdigitados melhora significativamente a resposta dos eletrodos nesse tipo de análise (resultados ainda não publicados). O projeto foi concebido dentro da linha de pesquisa do projeto Jovem Pesquisador em Centro Emergente (02/00792-0), em desenvolvimento junto ao Departamento de Física, Química e Biologia (DFQB) da UNESP de Presidente Prudente.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)