Busca avançada
Ano de início
Entree

Espiritismo e escravidão

Processo: 97/13423-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 1998
Vigência (Término): 31 de dezembro de 1998
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Eduardo Basto de Albuquerque
Beneficiário:Eliana Martinelli
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Kardecismo   Espiritismo   Escravidão

Resumo

O projeto se propõe a descrever, analisar e interpretar obras espíritas brasileiras, de gêneros diversos, que abordam a escravidão. Parte-se de duas constatações: 1ª) o surgimento e a expansão do Kardecismo no Brasil, no século XIX, deu-se num momento histórico escravista; 2ª) imediatamente seguinte a tal momento, as doutrinas sociais vigentes foram racistas, na sua grande maioria. Isso permite a formulação da hipótese que Alan Kardec forneceu uma explicação geral cosmológica dos lugares dos vivos e dos mortos, mas os autores brasileiros necessitaram interpretar as relações sociais (como a escravidão) à luz dessa explicação. Metodologicamente, empregar-se-á, em fontes escritas, procedimentos relacionando formação social, prática discursiva e ideologia. (AU)