Busca avançada
Ano de início
Entree

Gigantes desiguais: o Brasil e os Estados Unidos na literatura brasileira

Processo: 07/58738-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Pesquisador responsável:Fabio Akcelrud Durão
Beneficiário:Adriano de Paula Rabelo
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil

Resumo

O trabalho proposto buscará investigar como as imagens do Brasil e dos Estados Unidos dá América se refletem no pensamento de viajantes e emigrantes brasileiros para aquele país. Há uma interessante literatura de viagem - produzida desde o final do século XIX por alguns de nossos maiores escritores - que trata de aspectos da cultura e da sociedade norte-americana, quase sempre os contrastando com a realidade brasileira. Há também uma literatura produzida mais recentemente por migrantes brasileiros que se estabeleceram nos Estados Unidos - composta por obras de ficção, memória e autobiografia - que em geral trata das questões mais diretamente relacionadas ao processo migratório. Por viver entre dois mundos, o migrante situa-se entre o aqui e o lá, permanentemente correlacionando seu imaginário sobre um e outro país. A dissertação a ser produzida no final do processo de pesquisa será dividida, em duas vertentes. A primeira tratará da literatura de viagem brasileira para os Estados Unidos, analisando obras de autores renomados de nossa literatura que ali permaneceram durante alguns meses ou poucos anos. A segunda focalizará a literatura de imigração, ou seja, obras de autores brasileiros que adotaram os Estados Unidos como seu país de residência, lá permanecendo por muitos anos ou mesmo pelo restante de suas vidas. As considerações finais compararão o imaginário do primeiro grupo, mais erudito e prestigioso, com o do segundo, mais próximo da experiência direta com os problemas práticos da luta pela subsistência e do empenho pela prosperidade, buscando identificar as convergências entre as visões de um e de outro. Com isso espera-se identificar um imaginário consensual que permita estabelecer como os dois países vêm sendo retratados um em relação ao outro em nossa literatura. (AU)