Busca avançada
Ano de início
Entree

Exposição de ratas Wistar à poluição do ar, no período pré-gestacional ou gestacional: repercussão sobre machos da prole adulta

Processo: 10/12301-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Joel Claudio Heimann
Beneficiário:Gláucia Jansen da Re Lopes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/01489-5 - O sistema renina-angiotensina em prole de mães submetidas a alterações no ambiente perinatal, AP.TEM
Assunto(s):Gravidez   Desenvolvimento fetal   Pressão sanguínea   Nefrologia   Poluição do ar

Resumo

A exposição à poluição do ar pode gerar efeitos deletérios sobre a saúde, entre os quais, doenças cardíacas e alterações no sistema nervoso central. A exposição perinatal à poluição atmosférica pode resultar em baixo peso ao nascimento e prematuridade. Em humanos baixo peso ao nascimento, por sua vez, está associado ao risco de desenvolvimento de doenças na vida adulta, tais como hipertensão e diabetes tipo 2. A exposição gestacional a níveis ambientais de poluentes na cidade de São Paulo afeta a morfologia, função e peso da placenta e ocasiona baixo peso ao nascimento em camundongos. Além disso, promove alterações cardíacas, pulmonares e sobre a fertilidade da prole de camundongos. Desta forma, é necessário o desenvolvimento de um estudo que possa determinar quais os possíveis efeitos decorrentes da exposição à poluição do ar, durante os períodos pré-gestacional ou gestacional, sobre a prole adulta de ratos Wistar. Para tal, ratas Wistar serão expostas à poluição no concentrador de partículas ambientais, a uma concentração de 600 µg/m³, que foi determinada com base nas exposições ambientais reais ao material particulado com menos de 2,5 µm de diâmetro na região metropolitana da cidade de São Paulo. Os machos da prole adulta serão avaliados para verificar os possíveis efeitos da exposição materna à poluição ambiental sobre sua saúde. Serão estudadas as seguintes variáveis: peso corporal ao nascimento e durante o desenvolvimento, evolução dos níveis pressóricos da prole, insulinemia, glicemia, níveis de colesterol e triacilgliceróis, alterações no sistema renina-angiotensina da prole na vida adulta, massa cardíaca, renal e dos tecidos adiposo branco e marrom, estrutura cardíaca da prole na vida adulta. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)