Busca avançada
Ano de início
Entree

Indução de mutação com raios gama (60Co) visando tolerância ao Fusarium oxysporum f. sp. cubense em bananeira cv. maca

Processo: 01/03991-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2001
Vigência (Término): 31 de maio de 2002
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Augusto Tulmann Neto
Beneficiário:Walter Fernando Bernardi
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Bananeira   Resistência à doença   Mal-do-Panamá   Fusarium   Cultura de tecidos   Radiação gama   Micropropagação vegetal   Melhoramento genético vegetal

Resumo

O projeto será conduzido no Laboratório de Melhoramento de Plantas do CENA/USP, e tem por objetivo a indução, seleção e regeneração "in vitro" de mutantes de bananeira cv. Maçã tolerantes ao Fusarium oxysporum f. sp cubense, agente causal do Mal do Panamá\Banana Maçã é uma das preferidas pelos consumidores mas a doença é limitante ao cultivo desse cultivar fazendo com que q cultura seja nômade, causando problemas aos produtores que têm que buscar terras livres do patógeno. Como agente mutagênico serão usados raios-gama da gammacell 220, utilizando-se para a irradiação explantes constituídos de ápices caulinares. Para que se tenha número suficiente de explantes, será feita inicialmente a multiplicação clonal de gemas globulares, colocando-se materiais em meio de cultura apropriado a cada 30 dias. Ápices caulinares serão irradiados com diferentes doses para a determinação da dose final a ser utilizada (DL30%). A seguir serão realizados 7 experimentos, irradiando-se em cada um, 100 ápices cilinares e micropropagando-se até a geração M1V4. Com isolados de Fusarium serão obtidos filtrados e realizados testes para identificar a dose de filtrado a ser utilizada para a seleção in vitro. A geração M1V4, obtida segundo descrição anterior, será utilizada para a seleção in vitro, juntamente com o filtrado do Fusarium, num período de 90 dias. As plantas que apresentarem tolerância serão multiplicadas para futuras avaliações em telado e em campo. (AU)