Busca avançada
Ano de início
Entree

Brasil e México: análise comparativa dás estratégias dè reinserção ná economia internacional dè 1994 a 2000

Processo: 06/03336-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2006
Vigência (Término): 31 de julho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Francisco Luiz Corsi
Beneficiário:Vinicius Ruiz Albino de Freitas
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Política externa   Mercosul

Resumo

Este projeto pretende analisar as diferentes estratégias de reinserção na economia internacional do Brasil e do México no período de 1994 a 2000. Focaremos nossa análise nos dois blocos econômicos regionais, Mercado Comum do Sul, o Mercosul e Tratado de Livre Comércio da América do Norte, cuja sigla em inglês é Nafta, nos quais participam respectivamente, Brasil e México. O pressuposto é que após a década de 80, considerada por muitos economistas a “década perdida”, na qual os países da América Latina voltaram sua política econômica para o pagamento da dívida externa após a crise de 1982. Os principais países da região em termos de Produto Interno Bruto (PIB), população e influência na política externa, sendo eles Brasil e México, adotaram basicamente as medidas neoliberais resultantes do Consenso de Washington e reinseriram-se, econômica e politicamente, na nova era da economia global de forma um tanto quanto divergentes. É certo que o dois países viram na abertura comercial um dos pilares para alavancar suas economias domésticas. Nafta e Mercosul podem ser considerados um dos pilares das diferentes estratégias de política comercial dos dois países. O Brasil perpetrou uma inserção menos passiva com o Mercosul, e o México, uma inserção altamente passiva com Nafta. O objetivo deste estudo é analisar e comparar as diferentes estratégias políticas e econômicas nos dois modelos de reinserção no contexto da globalização. Para sublinharmos as conseqüências econômicas dos modelos amparados nas políticaspropostas pelo Consenso de Washington, pesquisaremos as estratégias de política comercial do México no Nafta e do Brasil no Mercosul.