Busca avançada
Ano de início
Entree

Crescimento e aleitamento materno: diferenças na avaliação do estado nutricional utilizando as curvas NCHS, CDC 2000 e OMS 2006

Processo: 07/59344-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Antonio de Azevedo Barros Filho
Beneficiário:Luciana Becker Mau
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Crianças   Lactentes   Antropometria   Avaliação nutricional   Aleitamento materno

Resumo

Introdução: Em Abril de 2007 o Ministério da Saúde lançou a nova caderneta da criança com a nova curva da OMS (OMS 2006). Esta é fruto de discussão sobre a importância do aleitamento materno exclusivo até os seis meses, e principalmente sobre a diferença nas características do crescimento e estado nutricional das crianças que seguem este padrão alimentar tem em relação à curva da NCHS ou mesmo a CDC 2000 - versão aprimorada da anterior. Objetivos: Avaliar diferenças na avaliação do estado nutricional entre a três curvas: NCHS, CDC 2000 e OMS 2006. Métodos: Dados antropométricos, alimentares e sócio-econômicos serão obtidos do prontuário de crianças nascidas entre 2000 e 2003 e atendidas entre zero e trinta e seis meses no Centro de Saúde Quirino na cidade de Campinas - SP, local têm baixo nível sócio-econômico. Em razão de o local ser sede de disciplinas de Graduação e Residência Médica do Departamento de Pediatria da faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, foram incluídas somente crianças acompanhadas por alunos de Graduação e Residência Médica com supervisão de docentes do departamento. Serão elaboradas curvas de crescimento, com os percentis 10,50 e 90 do peso, do comprimento do IMC e derivadas as curvas de velocidade. Também serão estudados os dados de peso para idade, estatura/comprimento para idade e peso para idade aos 6,12,18,24 e 36 meses para avaliação do estado nutricional e será feita a análise de concordância ou discrepância usando-se o Modelo Kappa, em relação às três curvas propostas. E por último, serão elaboradas e comparadas curvas de escore Z das crianças avaliadas no trabalha em relação às curvas propostas. Serão utilizados os dados de peso para idade, estatura/comprimento para idade e peso para estatura/comprimento aos 6,12,18,24 e 36 meses. As curvas serão comparadas quanto à coincidência ou não através de teste estatístico simples. (AU)