Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da alta densidade nutricional sobre o crescimento de peito e desenvolvimento de problemas de pernas em frangos de corte

Processo: 07/05111-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Ariel Antonio Mendes
Beneficiário:Barbara Cristina da Silva Fernandes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Avicultura   Nutrição animal   Dieta animal   Frangos de corte   Densidade óssea   Tomografia

Resumo

Um experimento será realizado visando elucidar questões relativas ao desenvolvimento de frangos de corte, avaliando o efeito do rápido crescimento, principalmente de peito, proporcionado por dietas com densidade nutricional elevada, e o aparecimento de doenças metabólicas como a degeneração femoral e discondroplasia tibial. O experimento será conduzido nas instalações experimentais da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da UNESP, campus de Botucatu. Serão utilizados 305 pintos de um dia, machos, da linhagem Cobb, distribuídos em seis boxes de 5m² cada, com densidade populacional de 10 aves por metro quadrado, sendo que 5 delas serão abatidas antes do alojamento, para a realização das coletas no momento zero. As aves serão submetidas a dois tratamentos, constituídos por rações com níveis comerciais de energia e proteína e rações com níveis elevados destes nutrientes. O delineamento experimental adotado será o inteiramente casualizado, com dois tratamentos de três repetições cada, sendo que as aves receberão as rações com densidade nutricional normal ou elevada a partir do primeiro dia de idade. Este experimento terá objetivo de acompanhar o desenvolvimento do peito, vísceras comestíveis (coração, fígado e moela), intestinos e pâncreas. Assim como a avaliação da incidência e desenvolvimento de degeneração femoral e discondroplasia tibial. As avaliações serão realizadas semanalmente aos 0, 7, 14, 21, 28, 35 e 42 dias de idade. Na ocasião serão coletadas amostras de peito, vísceras comestíveis, intestino, pâncreas, fêmures e tíbias de cinco aves por tratamento. Os peitos coletados serão dissecados e sua carne será pesada em balanças semi-analíticas, as vísceras comestíveis e pâncreas serão pesados após ser retirada à gordura de cobertura e eventuais ingestas contidas em seu interior. Os intestinos, depois de limpos, serão separados em intestinos delgados, grossos e cecos e serão pesados, com auxílio de balança semi-analítica e medidos com auxílio de fita métrica. A qualidade da carne de peito também será avaliada, sendo que as análises utilizadas serão a largura e comprimento do peito, perda de peso por cozimento e força de cisalhamento. Tais avaliações serão realizadas apenas aos 28, 35 e 42 dias de idade. As avaliações de incidência e desenvolvimento de degeneração femoral e discondroplasia tibial serão realizadas por meio de exames macroscópicos e análises de cortes histológicos, os quais serão avaliados aos 0, 7, 14, 21, 28, 35 e 42 dias de idade. Para degeneração femoral, aos 42 dias de idade 60 aves (30 de cada tratamento) serão abatidas e delas retiradas as pernas para avaliação macroscópica desta região (articulação femoral). Assim, serão escolhidas cinco pernas por tratamento, dentro de cada escore de lesão por degeneração femoral, para que sejam examinadas em um tomógrafo computadorizado, para avaliação da estrutura óssea na região de cabeça do fêmur. Após esta análise as peças ósseas serão submetidas à análise histológica. Desta forma será possível avaliar o desenvolvimento das lesões, por meio de diferentes técnicas, associando os resultados e obtendo informações que não se encontram disponíveis na literatura.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)