Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da freqüência e da taxa de alimentação na digestibilidade da ração e no crescimento de rã-touro.

Processo: 08/01513-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Claudio Angelo Agostinho
Beneficiário:Vanessa Rosa Loureiro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Ranicultura   Rana catesbeiana

Resumo

Este experimento será desenvolvido no Departamento de Produção Animal da Unesp/Botucatu com o objetivo de avaliar a influência de diferentes freqüências e taxas de alimentação na digestibilidade da ração em rãs e o seu efeito no crescimento destes animais. Para a primeira etapa do projeto, serão utilizados 1200 animais de 40g inicialmente, distribuídos nas baias com temperatura e fotoperíodo controlados. Estes animais serão submetidos à alimentação em três freqüências (4, 24 e 48) e quatro repetições por tratamento - com taxa alimentar estabelecida em 5% do peso vivo (LIMA et al. 2003). A cada mês, até atingirem 300g, serão realizadas biometrias de todos os animais e a coleta das fezes, diretamente do reto, de uma parcela de cada baia. As análises para determinação do teor de proteína bruta (pelo método de Kjeldahl), energia (utilizando uma bomba calorimétrica Parr Instrument, Moline-IL) e sílica (pelo método colorimétrico do ácido anidrido silicomolíbdico) serão feitas em parceria com o Departamento de Química e Bioquímica da Unesp/Botucatu, orientadas pelo Prof. Dr. Pedro de Magalhães Padilha. Para a segunda etapa do projeto, outros 1200 animais de 40g inicialmente, serão distribuídos nas baias com controle da temperatura e do fotoperíodo. Estes animais serão submetidos a três diferentes taxas de alimentação e quatro repetições por tratamento utilizando-se a melhor freqüência estabelecida na etapa anteriormente descrita. Mensalmente serão feitas biometrias de todos os animais e coletas das fezes, direto do reto, de uma parcela de cada baia. Novas análises do teor de proteína bruta, energia e sílica serão feitas utilizando a mesma metodologia da etapa anterior.