Busca avançada
Ano de início
Entree

O impacto da apneia do sono sobre o limiar de dor em pacientes com fibromialgia

Processo: 06/05606-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2006
Vigência (Término): 30 de junho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Suely Steinschreiber Roizenblatt
Beneficiário:Mariana Veauvy
Instituição-sede: Departamento de Psicobiologia. Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Dor   Potencial evocado   Psicobiologia   Laser   Sono

Resumo

A fibromialgia é uma síndrome caracterizada pela presença de dor músculo-esquelética difusa e de múltiplos pontos dolorosos (tender points), e está geralmente associada a fadiga, rigidez matinal e distúrbios do sono (Wolfe et al., 1990). A associação entre apnéia do sono e fibromialgia tem sido descrita por diversos autores (Molony et al. , 1986; May et al., 1993; Alvarez Lario et al., 1996; Sarzi-Puttini et al., 2002; Gold et al., 2004; Germanowicz et al., 2006), no entanto, a participação de tal distúrbio respiratório do sono nas manifestações dolorosas da fibromialgia não está estabelecida. Este estudo prospectivo foi elaborado no sentido de avaliar se a presença de apnéia do sono poderia alterar o limiar de dor da resposta nociceptiva nestes pacientes. A avaliação do limiar de dor será realizada por meio de registro do potencial evocado por estímulo de laser durante a vigília em voluntárias com fibromialgia. Estas serão separadas em dois grupos, com e sem apnéia do sono. Na face dorsal da mão direita será feita a estimulação dolorosa (Kakigi et al., 1989) com uso do laser de diodo (810 nm).O sinal eletroencefalográfico do potencial evocado por laser dos dois grupos, com e sem apnéia do sono será captado por um polígrafo e posteriormente serão estimados os limiares nociceptivos por meio de rotinas computacionais de processamento de sinais.