Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo fitoquímico e avaliação das atividades analgésica e antiinflamatória de extratos brutos e metabólitos secundários das raízes de Baccharis dracunculifolia D.C. (Asteraceae)

Processo: 07/04175-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2007
Vigência (Término): 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Ademar Alves da Silva Filho
Beneficiário:Murilo de Jesus Fukui
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/60132-4 - Investigação das atividades esquistossomicida, tripanocida e leishmanicida de lignanas e neolignanas obtidas por acoplamento oxidativo in vitro de fenilpropanóides, AP.JP
Assunto(s):Baccharis dracunculifolia

Resumo

Baccharis dracunculifolia D.C. (Asteraceae), conhecida como alecrim-do-campo, é uma espécie utilizada popularmente como antiinflamatória, que se destaca por ser a principal espécie vegetal fornecedora de resinas utilizada pelas abelhas (Apis mellifera) na elaboração da própolis verde. Esta própolis, extremamente valorizada pelo comércio, possui atividades antimicrobiana, antitumoral, antiinflamatória, entre outras. No entanto, apesar da importância desta espécie de Baccharis, pouco se sabe sobre o conteúdo do metabolismo secundário desta. Assim, dando prosseguimento aos trabalhos já realizados pelo nosso grupo de pesquisa, propõe-se neste projeto o estudo fitoquímico e avaliação das atividades analgésica e antiinflamatória de extratos brutos e metabólitos secundários das raízes de B. dracunculifolia. Para tanto, serão produzidos os extratos hexânico, diclorometânico e etanólico das raízes do vegetal, sendo que estes extratos serão submetidos a diversos processos de fracionamento cromatográfico no intuito de isolarem-se os principais metabólitos secundários presentes. Além disso, estes extratos brutos produzidos, bem como as principais micromoléculas obtidas e identificadas serão avaliadas frente às atividades analgésica e antiinflamatória, através de ensaios biológicos in vivo.