Busca avançada
Ano de início
Entree

Tradução e estudo de uma poética ameríndia

Processo: 07/59279-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2008
Vigência (Término): 21 de março de 2010
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Comparada
Pesquisador responsável:João Adolfo Hansen
Beneficiário:Pedro de Niemeyer Cesarino
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Este projeto é dedicado à relação entre etnologia, etnolinguística e literatura, tendo em vista o estudo e tradução de uma tradição oral ameríndia, a dos Marubo, falantes de língua Pano da Amazônia ocidental. O projeto pretende aprimorar, desenvolver e publicar os resultados obtidos em pesquisa de doutorado sobre tal povo e língua, a partir de uma perspectiva multidisciplinar, sem a qual o estudo e tradução de uma tradição oral ameríndia se torna incompleto. Pretende-se articular a elaboração de dados coletados e processados em pesquisa de campo (dados etnográficos e traduções de cantos rituais e narrativas míticas) aos estudos de tradução literária, da retórica, das teorias da metáfora e de questões da teoria literária. Os estudos da literatura pertinentes para o projeto serão colocados em relação com as reflexões recentes da etnologia contemporânea e dos materiais já envolvidos e processados ao longo do doutorado. Com isso, pretende-se (1) conferir parâmetros críticos, conceituais e poéticos para a tradução literária de exemplares da arte verbal Marubo, possibilitando (2) uma renovação no que se entende e no que há hoje disponível (no Brasil e alhures) sobre as artes verbais ameríndias. O transporte entre uma matriz poética não-ocidental e a matriz literária escrita envolve, não apenas o trabalho intensivo de tradução, mas também o questionamento do que vem a ser propriamente tal "poética", julgada por parâmetros oriundos de nossas tradições românticas e modernista. Em que medida tais parâmetros dificultam ou auxiliam a compreensão tradutiva de literaturas orais amazônicas? Como o arcabouço conceitual do intérprete pode influenciar as decisões de tradução e recriação de exemplares retirados de tradições orais como a Marubo? Qual conceitualidade, enfim, se faz pertinente e instigante para pensá-las hoje, tendo em vista as contribuições da etnologia contemporânea e dos estudos literários? Através de tais questões, o projeto pretende oferecer uma série de estudos e traduções bilíngües detalhadas de um corpus selecionado da complexa arte verbal Marubo, com a qual o pesquisador já tem familiaridade. (AU)