Busca avançada
Ano de início
Entree

Você é homem, você é mulher, eu sou transexual, muito prazer! A construção da identidade em transexuais femininos: histórias de vida

Processo: 07/55898-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2007
Vigência (Término): 31 de outubro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Manoel Antônio dos Santos
Beneficiário:Rafael Alves Galli
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Transexualismo   Sexualidade   Identidade sexual   Identidade de gênero   Teoria queer   Serviços de assistência social

Resumo

O transexual é descrito pelo discurso científico como um indivíduo que tem o seu sexo biológico em desacordo com seu sexo psicológico e a identidade de gênero oposta ao seu sexo biológico. Apesar de haver indícios da existência de transexuais desde a Grécia antiga, esse é um tema ainda pouco estudado e que desencadeia inquietações na contemporaneidade. A literatura disponível nessa área de conhecimento é bastante lacunar e constituída, predominantemente, de investigações conduzidas em um viés médico. Há carência de estudos que contemplem o ponto de vista do próprio transexual. O objetivo desse estudo é compreender o processo de construção da identidade sexual e de gênero em indivíduos que se identificam como transexuais HPM (homem para mulher). A pesquisa tem um enfoque metodológico qualitativo e a teoria quer como seu referencial teórico. Os dados serão colhidos mediante a aplicação individual de entrevistas abertas na modalidade história de vida temática. As entrevistas serão realizadas em situação face-a-face e audiogravadas. Também será utilizado diário de campo para anotações do pesquisador. Posteriormente, as entrevistas serão transcritas na íntegra e literalmente, constituindo o corpus da pesquisa. Os resultados serão submetidos à análise de conteúdo. Os dados serão sistematizados de modo a se delinear a trajetória afetivo-sexual dos participantes, procurando-se capturar os significados outorgados às experiências de vida marcantes e seus desdobramentos na construção da identidade dos transexuais. Acredita-se que esse estudo poderá trazer contribuições relevantes para o planejamento de serviços assistenciais e políticas públicas de saúde focalizadas nos problemas e necessidades de saúde mental do transexual, considerando sua história de vida e seu contexto de vida atual. (AU)