Busca avançada
Ano de início
Entree

Lesões em DNA promovidas por produtos de oxidação do beta-caroteno

Processo: 10/10933-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Marisa Helena Gennari de Medeiros
Beneficiário:Raul Xavier Do Nascimento
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Radicais livres

Resumo

Estudos, in vitro e in vivo têm demonstrado a possibilidade de metabólitos do beta-caroteno agirem como agentes pró-carcinogênicos. Estes agentes quando ativados quimicamente podem levar à formação de adutos de DNA. Já se sabe que alguns desses adutos encontram-se em níveis aumentados em diversas situações de risco de câncer. Diversos grupos, incluindo o nosso, têm demonstrado a formação de lesões em DNA a partir de aldeídos e epóxidos exógenos ou gerados endogenamente. O nosso grupo demonstrou que a reação do beta-caroteno e dois de seus produtos de oxidação, retinal e beta-apo-8´-carotenal, com 2´-desoxiguanosina e DNA leva à formação de adutos. Dentre os adutos formados, foi caracterizado o aduto 1,N2-eteno-2'-desoxiguanosina (1,N2-edGuo). No presente trabalho, a formação dos adutos será verificada em fibroblastos normais de pulmão humano (linhagem IMR-90) expostos ao beta-caroteno e aos seus produtos de oxidação, os níveis de outro aduto de DNA, a 8-oxo-7,8-dihidro-2'-deoxiguanosina (8-oxodGuo), também serão monitorados para estudo comparativo.