Busca avançada
Ano de início
Entree

"Estudo da ativação da via intrínseca de apoptose em neurônios magnocelulares do hipotálamo de ratos com sepse polimicrobiana"

Processo: 10/06120-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Gabriela Ravanelli de Oliveira Pelegrin
Beneficiário:Paulo José Basso
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Vasopressinas   Óxido nítrico sintase tipo II   Apoptose   Sepse

Resumo

Sepse é a principal causa de morte nas unidades de terapia intensiva em todo o mundo. Estudos têm demonstrado que na fase inicial da sepse existe elevada concentração plasmática de vasopressina (AVP). No entanto, no decorrer do processo fisiopatológico, apesar de haver hipotensão persistente, o que seria um forte estímulo para secreção de AVP, as concentrações plasmáticas desse hormônio permanecem inadequadamente baixas. Uma das hipóteses sugeridas para essa deficiência relativa de AVP é a excessiva produção de óxido nítrico (NO) no sistema nervoso central, o qual atuaria inibindo a secreção hormonal, além de poder causar apoptose neuronal por estresse oxidativo. Durante a sepse, a ativação da enzima óxido nítrico sintase induzível (NOSi) em neurônios magnocelulares resulta em aumento progressivo do NO, que pode levar a um estado de estresse oxidativo com aumento de sinais pró-apoptóticos, como proteínas da cascata de caspases e da família Bcl-2. A apoptose de neurônios magnocelulares pode resultar em comprometimento da secreção de AVP na fase tardia da sepse. Assim, nossa hipótese é que a deficiência relativa de AVP, principalmente na fase tardia da sepse, seja decorrente de apoptose após estresse oxidativo por excesso de NO derivado da NOSi. Diante da importância da AVP no processo fisiopatológico da sepse nosso objetivo será investigar se a via intrínseca de apoptose, iniciada pela mitocôndria após estresse oxidativo, está sendo ativada em neurônios magnocelulares do hipotálamo durante a sepse polimicrobiana experimental.