Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel das proteinas de choque termico na lesao muscular e subsequente regeneracao induzida por diferentes fosfolipases a2 secretadas (spla2)

Processo: 08/58542-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 30 de abril de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Elen Haruka Miyabara
Beneficiário:Lygia Samartin Gonçalves Luchini
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema musculoesquelético   Músculo esquelético   Lesão muscular   Crotoxina

Resumo

As fosfolipases A2 secretadas (sPLA2) oriundas de veneno de cobras viperídeas podem ser classificadas farmacologicamente, em neurotóxicas e não-neurotóxicas. Um bom exemplo de sPLA2 neurotóxica é a crotoxina (CTX), um componente do veneno da Crotalus durissus terrificus. Entre as sPI A2 não-neurotóxicas, dois tipos são descritos: a "clássica" Asp-49, a qual hidrolisa gücerofosfolípides como citado anteriormente, e a "Variante" Lys-49, que é homóloga à Asp-49, porém é descrita como não-catalítica. As miotoxinas II (Mt II) e HI (Mt III), isoladas do veneno de Bothrops asper, são exemplos bem caracterizados de Lys-49 e Asp-49, respectivamente. Apesar da CTX (sPLA2 neurotóxica) e das miotoxinas Mt II e Mt III (sPLA2 não-neurotóxica) induzirem lesão muscular esquelética com características estruturais bem conhecidas e similares (ruptura de miofibrílas, hipercontração celular, instalação de processo inflamatório entre outros), os mecanismos intracelulares que medeiam tal lesão são pouco explorados. Nesse sentido, possíveis candidatas a mediadoras intracelulares dessa ação, seriam as proteínas de choque térmico (HSPs), uma vez que essas proteínas estão envolvidas em situações de lesão celular. Recentemente, nosso grupo demonstrou que o tratamento com radicicol, um indutor de HSPs, não foi capaz de proteger o músculo gastrocnêmio contra lesão induzida por CTX in vivo; entretanto foi capaz de melhorar a regeneração (Conte et alM 2008). Resultados preliminares do nosso laboratório mostraram que as lesões musculares induzidas pelas miotoxinas Mt II e Mt III também não forarrí atenuadas pelo tratamento com radicicol. Ainda resta investigar o papel das HSPs na regeneração após lesão muscular induzida por Mt II e Mt III e a influência das HSPs na ação miotóxica de CTX, Mt II e Mt 111 in vitro. Portanto, o objetivo desse projeto é investigar o papel das HSPs na regeneração muscular após lesão induzida por Mt II e Mt III e; na ação miotóxica induzida por CTX. Mt II e Mt III em cultura primária de fibras musculares tratadas com radicicol. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NASCIMENTO, T. L.; CONTE, T. C.; RISSATO, T. S.; LUNA, M. S.; SOARES, A. G.; MORISCOT, A. S.; YAMANOUYE, N.; MIYABARA, E. H. Radicicol enhances the regeneration of skeletal muscle injured by crotoxin via decrease of NF-kB activation. Toxicon, v. 167, p. 6-9, SEP 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.