Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito agudo do exercício de força máxima e resistência de força no consumo de oxigênio durante corrida de caráter contínuo e intermitente

Processo: 07/00922-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2007
Vigência (Término): 30 de setembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Carlos Ugrinowitsch
Beneficiário:Luis Fernando Caineli Rosa
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Exercício físico   Treinamento de força   Treinamento aeróbio   Fadiga muscular   Fadiga   Consumo de oxigênio

Resumo

A combinação de treinamento de força e resistência aeróbia é comum na rotina de atletas e indivíduos envolvidos em atividade física que precisam desenvolver tanto a força muscular quanto à potência aeróbia. Devido a suas programações e seus objetivos específicos, essas populações realizam o treinamento simultâneo de ambas as capacidades motoras durante um período de treino. Esse modelo de treino é chamado de treinamento concorrente (TC) e alguns estudos têm demonstrado que o treinamento de ambas as capacidades motoras pode produzir o chamado "efeito de interferência", reduzindo a magnitude das adaptações. Dentre as hipóteses que tentam explicar esse efeito de interferência estão: (a) a incapacidade do sistema neuromuscular se adaptar otimamente aos dois estímulos; (b) a freqüência, o volume e a intensidade do exercício, (c) a ordem na qual o exercício de força e o aeróbio são realizados; (d) e a fadiga proveniente da modalidade que é realizado primeiro. O efeito da fadiga resultante do exercício que é realizado primeiro na modalidade subseqüente é conhecido como hipótese aguda. Muitos estudos investigaram a influência que o exercício aeróbio exerce na produção de força, no entanto poucos estudos analisaram a interferência aguda que o exercício de força exerce no desempenho aeróbio. Visando analisar as possíveis alterações agudas no consumo de oxigênio e na concentração de lactato durante corrida de caráter contínuo (CONT) e intermitente (INT) após exercícios de força máxima (FMAX) e resistência de força (FRES), será realizado o estudo com aproximadamente 12 sujeitos do sexo masculino, com idade entre 18 e 30 anos fisicamente ativos. O consumo de oxigênio será avaliado em seis diferentes condições, duas condições controle (CONT) e (INT) e as quatro condições experimentais (FMAX + CONT, FMAX + INT, FRES + CONT, FRES + INT) durante corrida de 5 km na esteira. Cada condição experimental consistirá de exercícios de força para membros inferiores realizados no aparelho Leg-press, após cinco minutos de intervalo os sujeitos realizarão a corrida, onde o consumo de oxigênio será medido durante todo o percurso e a concentração de lactato no pré-exercício, durante e ao termino do exercício.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE SOUZA, EDUARDO OLIVEIRA; CAINELI ROSA, LUIS FERNANDO; PIRES, FLAVIO DE OLIVEIRA; WILSON, JACOB; FRANCHINI, EMERSON; TRICOLI, VALMOR; UGRINOWITSCH, CARLOS. The acute effects of varying strength exercises bouts on 5km running. JOURNAL OF SPORTS SCIENCE AND MEDICINE, v. 10, n. 3, p. 565-570, SEP 2011. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.